quarta-feira, setembro 20, 2017

Parafilias e afins

Um dia destes disse ao meu marido que notava que alguns senhores ficavam muito interessados a olhar para mim, na minha condição de grávida.

A cara dele traduziu um misto de gozo e de compaixão.  Achou hilariante eu insinuar que homens se interessavam por grávidas de 8 meses (que é o que eu pareço).

Pois se há coisas bem mais esquisitas, como gostar de mulheres sem dentes! Qual é a admiração de se olhar para uma mulher supostamente fértil?Até digo mais, o modus operandis destes senhores é praticamente o mesmo:

- olham uma pessoa de alto a baixo mas detêm-se na barriga (as pupilas dilatam-se e esboçam um ligeiro esgar, tipo fome, ou ansiedade não sei)
- depois olham para a cara (micro-segundos )
- descem às mamas grandes  (estremecem)
- voltam a olhar para a barriga (pupilas dilatam-se pela 2ª  vez).

 E aí ficam a marinar até se aperceberem que estao a ser observados. Uns envergonham-se, mas atrevo-me a avançar que é uma modesta minoria.

Eu quase que acompanho o monólogo da pessoa que me percorre mentalmente:

Barriga - "Hum, esta engravidou… em algum momento teve que se relacionar sexualmente…"
Cara"Inseminação? Naaa… esta engravida só de guardar a factura da pílula"
Mamas– "Pára tudo!! Dúvida: está prenha ou já amamenta?"
Barriga – "Grande pagode que deve ter sido" (suspiro)

O meu colega de escritório é diferente do meu marido. Não só sabe que isso existe, como consegue dizer de cor os melhores sites pornográficos de pregnofilia, e quis mostrá-los (neste ponto da conversa  as duas estagiárias presentes na sala começaram aos gritos).

 Curiosamente, o meu colega até acha as grávidas umas grandessíssimas focas e terminou dizendo que lhe faz todo o sentido o fetiche das pessoas sem dentes. 

Concordo. Há que derrubar a intolerância, vivam os fetiches que nos dão mil alegrias...





segunda-feira, setembro 18, 2017

Já só faltam 151 dias!

Grávida de 19 semanas.  E já engordei todo o peso recomendado numa gravidez de 9 meses (pânico, terror).

Com os olhos pregados no chão, mortificada de vergonha, lá fui à nutricionista de gestantes da CUF (não podia ir à última nutricionista depois da desonra épica da  gravidez do Francisco). Depois de 1 hora de negociação, vozes altercadas e recriminações subliminares da nutricionista, saio do consultório a suar em bica e com uma dor de cabeça enorme e vou para o escritório com a dieta na mão.

Antes de chegar, encontro-me com a minha amiga Tininha à porta do escritório.  Tira-me o papel da dieta da mão e lê com interesse.

E agora, eis a verdadeira diferença entre Pessoas Saudáveis, Magras e Equilibradas (atenção: não me refiro às pseudo-magras que se alimentam a tabaco, coca-cola diet e cápsulas Biolimão) e a minha Pessoa:

Tininha (Magra Salutar) : O que é isto?!

Eu (Bem-Nutrida  Sôfrega): Já engordei 12  quilos. É A merda da minha dieta.

Tininha: O QUÊ???DIETA??SE EU COMESSE ISTO TUDO REBENTAVA LOGO E MORRIA AGONIADA!!

Releio a dieta nascida de um braço-de-ferro entre titãs, eu a implorar de um lado que não me tirasse o pão, a nutricionista a rugir do outro a esfregar-me nutrientes subitamente essenciais numa gravidez.
Olho para a Tininha com um misto de vergonha e vontade de lhe chegar  com a mão fechada à cara.

Tininha: Epá, a sério, tu comes isto tudo?

Eu (desalentada): NÃO, EU COMO 10 VEZES ISSO!!! OU TU ACHAS QUE EU COMO ALPERCES DESIDRATADOS  DE LIVRE E ESPONTÂNEA VONTADE??? EU ODEIO ALPERCES, AINDA POR CIMA DESIDRATADOS! EU  QUERO É PÃO COM CHOURIÇO  E BITOQUES!! EU NEM SEI BEM A DIFERENÇA ENTRE UM ALPERCE E UM PÊSSEGO!

Vi pela expressão saudável dela (rapariga nascida e criada no Alentejo profundo, latifundiária até ao último costado), que estava mortinha para me explicar as diferenças, e enaltecer todas as frutas do mundo e damascos e afins.

- E OLHA QUE NÃO SEI NEM QUERO SABER!!!

Não insistiu mais. Tentou até mudar de assunto e perguntou-me qual já era o peso do bebé.

- 280 gramas  - respondi.


Viemos as 2 desoladas no elevador.