quarta-feira, novembro 30, 2016

Susana e Jon Snow. Soa tão bem.

Fomos a Londres recentemente, a casa de uns grandes amigos (B e M, almas gémeas como nós). Eu, Pedro, 3 filhos. A gata ficou, numa depressão menopáusica, greve de fome, o habitual.

Dias antes pedi a morada ao meu amigo, a fim de projectar todo um percurso desde o aeroporto de Heathrow até à casa deles, tarefa que só me de pensar nela me dava cabo dos nervos, quanto mais executá-la.

Ele enviou-me a morada. Pus no Googlemaps e descobri que do aeroporto a casa dele eram uns simpáticos 15 minutos. Descobri também que da casa dele ao centro de Londres, eram uns horripilendos 75 (setenta e cinco) minutos de autocarro.

Fiquei a olhar para o mapa (eu não percebo muito de mapas, mas este não enganava muito porque tinha legendas com bonecos).Redesenhei novamente o percurso e os horários já planeados. Absolutamente impossíveis de cumprir, pelo que delineei nova estratégia, com outro percurso e  recurso à UBER. 

Ficava pobre para o resto da vida, e continuava a demorar 50 minutos a chegar ao centro.

Fiquei exaurida emocionalmente. Quando o Pedro chegou, confirmou a morada mas confortou-me dizendo que o importante era a experiência e estarmos todos juntos. Sabia que era mentira e imaginei os 3 putos a estrafegarem-se num autocarro 75 minutos e lacrimejei.

Mais à noite, a mulher do meu amigo mandou-me um e-mail com indicações sobre a feira Winter Wonderland. Esse e-mail trazia dois “Ps”.

O primeiro  “Ps“ dava-me conta que não devia ligar à morada que o marido enviara porque era mentira (aparentemente, correspondia a uma morada numa conhecida localidade assombrada na Grã-Bretanha. Asshole).

Afinal, viviam num quarteirão mesmo no centro de Londres.

O segundo ” PS “ dizia, com incrível ligeireza, que íamos certamente gostar da casa deles, pois ficava num sítio muito calmo e seguro para as crianças e que, curiosidade, moravam no tal quarteirão o Jon Snow da Guerra dos Tronos, assim como o o pai do anão que morreu no banco do pensador.

JON SNOW????!!!? Tive que ser imediatamente reanimada. Recuperei, primeiro para insultar o meu amigo pela morada falsa, depois dar-lhe conta da minha enorme satisfação em ficar perto do meu querido Jon Snow.

E a realidade é que lá, fiz uma verdadeira caça ao homem, com a desculpa de ir encontrar (no que me pareceram ser horas intermináveis) esquilos merdosos com o meu inocente filho.

O miúdo uma vez, num único minuto, conseguiu ver um séquito de esquilos, e muito contente virou-se para mim e disse: “Ó Mãe, tantos esquilos, hoje é dia de São Esquilo!”. Achei tão bonito… Instituí: 21 de Novembro será para sempre dia de “São Esquilo”.

Ou dia” Em que Dei 20 Voltas ao Quarteirão e o JS Não Apareceu e Eu ia Morrendo Gelada até Porque Não Sou da Patrulha da Noite e Vivo em Portugal -  Beira Litoral Mas, Por Quem Sois! que Consolo! Vi Esquilinhos Super Fofos.

Ainda vou escolher. Mas Dia de São Esquilo é mais fácil de se desenhar.
E Londres foi muito isto. E mais algumas coisas.

  

6 comentários:

Isa disse...

Olá Susana, também estive por Londres recentemente e apesar de não andar à procura do John Snow, encontrei-no numa rua no centro. A foto não saiu nada de jeito, mas é o que se arranja http://imgur.com/a/PPtQt :D

Susana disse...

NÃO POSSO!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Susana disse...

Não consegui ver a foto. Posso ter as minhas reservas mentais?

Lulu disse...

ahahahahahahahahah!

redonda disse...

O Jon Snow é que ficou a perder!

Unknown disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.