domingo, agosto 28, 2016

Susana no Varão

Num lindo dia de sol, pus uma foto no Facebook com a legenda "Eu e Francisco".  FOI O FIM DO MUNDO EM CUECAS!!!

Eu, desbocada-mor, chibadeira de mais alto nível, que escreve tudo o que pode e o que não pode, nem sequer ponho muitas fotografias no Facebook. Aliás, em bom rigor, a minha página é até bastante  entediante.

Até ao dia em que pus uma foto que encontrei no 9Gag, intitulada "Mother of the Year", de uma senhora igualzinha a mim, com o mesmo prognatismo, o mesmo cabelo forte e escuro com franja, mesmo nariz afilado (a pele sedosa), enfim, parecia eu. Com um pequeno pormenor técnico:

A senhora estava em pleno acto de artes performativas, espetacularmente empoleirada numa barra de metal polida. Vulgo pole dance. Basicamente dançava no varão tipo casa de strip. E com uma criancinha a olhar para ela.

E as pessoas acreditaram piamente que era eu!

Recebi a chamada de uma amiga, casada com um CEO muito circunspecto em Moçambique, que regra geral é avesso às redes sociais e deve ter mais que fazer, mas esta imagem lá lhe chegou e ligou em pânico para a mulher: "´Ó MEU DEUS, A SUSANA ENLOQUECEU!! "

Caiu o Carmo e a Trindade.

Comentários que se dividiam entre a admiração e o repúdio absoluto.

Então é assim. Como é que alguém pode acreditar que aquela era eu se:
1.º - Eu jamais me içaria sequer para cima de uma mesa de jantar de sala, quanto mais para um varão e a bater no tecto!;
2.º - Já tive um corpo muito jeitosinho, quando era mais nova, mas a dura realidade é que não só já não o tinha, como o próprio Francisco tinha 9 meses e eu ainda parecia um BARRIL DISPENSADOR DE CERVEJA!
3.º - Claramente aquela criança da foto tinha mais de 9 meses. Estava de pé, com um grande pescoço a olhar para a mãe. Eu diria até que já deve andar na escola. Claramente que já não mamava nem usava fraldas, como o meu Francisco.

Basicamente focaram-se todos no rabo. Eu ri-me perdidamente, ainda hoje me rio quando olho  para a foto. 

Especialmente se a comparar com a fotografia mais próxima que tenho de fazer uma dança de varão, que sou eu basicamente a içar-me num frágil caule lenhoso, ou um arbusto ou lá o que era aquilo, que deve ter soçobrado pouco tempo depois.


Foi uma roleta-russa de emoções: Primeiro fiquei lisonjeada, depois  acariciei a minha pança de sacristão, depois apoderou-se de mim uma certa angústia. Entretanto o Francisco chegou e pediu uma data de coisas e já nem tive tempo para pensar nisso.


Mas quando soube da tal chamada intercontinental de Moçambique, de um católico devoto preocupado com a minha salvação a todos os níveis, ri-me outra vez que nem uma perdida. Um bem-haja aos verdadeiros amigos!




3 comentários:

SN disse...

Que o ceo católico devoto não saiba que tens uns gluteos supimpa como os da menina do varão.

Piston Homem disse...

É a primeira vez que dou pela criança.

Susana disse...

Piston, estranho seria se tivesses dado por ela.

Rena... O teu homem só tem olhos para o teu pelinho branco :)