quinta-feira, julho 31, 2014

O DINHEIRO

Quando tinha 17 anos, o Pedro foi para uma (prestigiada) universidade no Canadá (1.º europeu a ser admitido) (POSSO GABÁ-LO? POSSO?! É que vou-me casar dia 4 de Outubro e quero gabar o meu Pedro). Sim, SALSICHA VAI-SE FINALMENTE CASAR Ó MEU DEUS, Ó MEU DEUS, BELISQUEM-ME!!!!!!!

Continuando,

O Pedro teve que ficar em casa de uns tios-avós milionários e, ao mesmo tempo, possivelmente as pessoas mais forretas deste planeta.

Era mais o tio-avô. Do estilo de tomar uma banhoca por semana, de utilizar a piscina pública às 3ªs feiras porque é o dia em que qualquer pessoa pode entrar sem pagar, normalmente eram os sem-abrigo e o tio-avô.

 (Uma 3ª feira obrigou o Pedro a ir com ele. Pendurou as calças e a t-shirt. Disse-lhe que não era preciso dar 20 cêntimos por um cacifo, uma vez que no Canadá é tudo gente séria.. Quando chegou tinham-lhe roubado as calças, e o homem andou desesperado em cuecas pela rua, a abrir os caixotes do lixo com a bengala, a ver se ainda encontrava a carteira). (O Pedro manteve-se a uma distância de segurança/vergonha de 10 metros).

Portanto. Era milionário mas era avarento. Infelizmente sofria de leucemia e mais umas 3 ou 4 doenças que agora não me recordo.

Um dia o Pedro perguntou-lhe por que motivo ele não gozava simplesmente a velhice dele e da mulher, e usufruiam dos bens, dinheiro, casas que detinham. Por  que não davam a volta ao mundo num jacto particular e compravam uma ilha qualquer.

O tio-avô ficou incrédulo com a pergunta.

O senhor já tinha uns 70 anos, tinha tido 2 acidentes de trabalho, um dos quais bastante grave, que lhe encurtou uma perna (andava com aquela bota simpática compensada), o outro menos grave mas que lhe lixou a coluna e tinha que andar de bengala.

"Por que é que eu não gasto dinheiro??!!!"
"Sim, por que não vai com a sua mulher passear, jantar fora, qualquer coisa?

"Ó filho, tenho que poupar, sei lá se um dia não posso precisar!!!"

Repito: Leucémico, uma perna mais curta que a outra, a coxear que se desunhava, dobrado numa bengala. Mas guardava o seu milhão para uma qualquer eventualidade, não fosse acontecer-lhe qualquer coisa.

 (Fui ao freeport snif, sentimento de culpa a extravasar, por isso gozo com os outros. Mais velhos. E falecidos.)

Salsicha vai-se casar, tudo lhe é perdoado.






11 comentários:

redonda disse...

A minha avó costumava dizer que devíamos gozar com os mais velhos e ricos que era para o Senhor nos castigar e nos fazer chegar a velhos e ricos :)

Susana disse...

Vou-me casar. Hello?

Filipa | Nomes e mais Nomes disse...

Parabéns!! :)

filipa vasconcelos disse...

Pergunto eu: o senhor chegou a usufruir de tudo aquilo que deveria e merecia? Senão, não desejaria que a sua parenta estivasse atulhadinha em luxo no dia do seu casamento? Muitoa parabéns pelo casório, e olha que os sentimentos de culpa fazem papos e, vá, linhas de expressão, por isso desbunda aí, mulher, planeia, desplaneia, exige, sê uma verdadeira bridezilla!

Leididi disse...

que bonito, também me casei em outubro mas dia 6. um mês muito bom para casar, o melhor. não é julho, ao contrário do ditado popular. (porque depois entr'agosto, tájaber?)

Anónimo disse...

Felicidade!!!
Para ti e para o teu pedro?

Anónimo disse...

E tu que disseste um dia, talvez casasses comigo ou então fui eu que percebi mal, snif!

Anónimo disse...

Gozar com pessoas com leucemia é sempre um ato de classe

Anónimo disse...

OMG tu tens bloggers famosas a ler as tuas tretas!!!
Rena Orlanda

redonda disse...

E Parabéns!
(sorry, a ideia de casamento parece-me um pouco assustadora)

Carlos Sampaio disse...

Normalmente o que acontece é que filhos e outros que têm direito à herança, estoiram a guita em dois ou três meses lol