segunda-feira, novembro 24, 2008

Podre parte VIII

Caríssimos descobri, pelos piores meios, que os ortopedistas que consultamos pela primeira vez não se limitam a analisar os nossos raios-x e ressonâncias magnéticas. Não. No mês passado, um ortopedista recusou a sacola dos exames que eu lhe estendia e pediu-me que me despisse.

Após um breve hesitação, acedi e fiquei apenas com a cueca da promoção da Calzedonia a 1 euro com o sugestivo dizer: "follow me" estampado a letras vermelhas bem no meio do rabo - (realmente o barato sai caro e a dignidade não tem preço).

Mas triste foi quando o ortopedista me pediu que tocasse com os dedos das mãos no chão, enquanto ele, à rectaguarda, avaliava a decrepitude da minha actuação:

Eu jovem viçosa no fulgor dos seus 28 anos, tentava chegar com os braços baloiçantes aos dedinhos dos pés, sendo que o máximo que consegui foi tocar e de relance no ínicio duma tíbia,

e, atenção, isto com os joelhos completamente entortados para dentro. Senti-me tão graciosa quanto um canguru a recolher bolotas na estrada, mas enquanto o marsápio tem pêlo, eu tinha apenas umas cuecas enfiadas pelo rabo adentro.

Suspirei de alívio quando ele me disse para me levantar, mas fiquei aterrorizada quando me mandou deitar na maca e içar o joelho ao nariz. Não pela parte de que obviamente a minha perna esticada aponta apenas e unicamente para o tecto, mas sim pela já habitual dicotomia mulher/depilação-não tenho tempo-fica para amanhã.

Bom, saí daquela Cuf como se tivesse levado uma tareia. Derrotada, humilhada e oficialmente podre a cair de caquética.Não sei como é possível fazer as aulas de power jump, com os joelhos a bater nas beiças, mas certo é que as faço e todinhas até ao fim.

Remeto-me às sábias palavras do padre Alberto, pároco da minha juventude que calava sempre as minhas questões difíceis (quem sou, donde venho, que Jesus espera de mim, porque é que o rapaz da escola de quem eu gosto se chama Ovídio Pequeno) com um encolher de ombros e um sumido"mistérios da fé..." e que me fazia bulir com os meus nervos adolescentes.

Tinhas razão Beto, tinhas razão. Mistérios da Fé. Eu sou a prova viva disso.

34 comentários:

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Nwanda disse...

Ovídio Pequeno?? Já ganhou!

Margaret disse...

ahahaha um canguru a recolher bolotas à beira da estrada!! lolol
não sei mas esses exercícios não me parecem normais...

p.s. se fosse eu a ti activava a moderação de comentários... estes anónimos não se admitem

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Anónimo disse...

Vendes erva?

Piston disse...

Uso da palavra "marsápio" - engano ou javardice encapotada?

Volte mais vezes. Sentimos a sua falta.

Anónimo disse...

Afinal não é só o canguru que tem pêlo!
Deixa estar que a "dicotomia mulher/depilação-não tenho tempo-fica para amanhã" aplica-se na íntegra.
Aqui, só se for com uma máquina de cortar relva.
De amanhã não passa, tenho mesmo que resolver isto, não vá eu ter que ir ao ortopedista.

Mais uma vez, obrigada pela partilha, pelo riso.

Gonçalo disse...

Muito bom... Ganda maluqueira

blimunda sete luas disse...

É um divertimento ler-te. Parabéns! :-)

Anónimo disse...

O Salsicha é "muita" à frente.

Esse "follow me" nas cuecas da Calzedonia, embaraçou-te, mas deixa estar que já deve ter dado para o ortopedista se rir mais os amigos.
Assim riem eles e rimos nós.

Este blog diz "follow me"...

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Anónimo disse...

a culpa é das tretas que nos impigem sobre o sistema nacional de saúde que depois extrapolamos para tudo o que é médico... que é tudo a correr, que os senhores doutores nem olham para nós, que não fazem exames de jeito... depois aparece um mais minucioso e tal e apanha-nos desprevenidas.
e sim, de uma vez por todas temos de nos convencer que a depilação não é coisa para ficar para amanhã porque normalmente isso equivale a semanas. raios!

Anónimo disse...

Amiga. Tem calma, relaxa e bebe um chá. Matagal por matagal o que interessa é que é Natal :))!!

Coisa fofa Jinhos!!

Ele já anda ai?

Anónimo disse...

Resolvi o problema da depilação de uma maneira muito fácil... À conta das 2 hérnias, que já tive de tirar, o médico mandou-me para a piscina. Remédio santo! Anda sempre em dia!
Parabéns pelo blog, gosto muito e não leve a mal, mas sabe sempre bem saber que não estamos sózinhos neste mundo das dores de costas.

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Anónimo disse...

Su Alex ao contrario do normal aqui nao te digo "Ta calhada!"..até porque são capazes de abrir uma petição contra mim ou algo :P...mas olha ha ai uns meninos sem piada a postar anonimos mas enfim..e outra coisa ouviste a noticia das falsas medicas no porto?eu teria cuidado xD...
Beijo

Anónimo disse...

Primeiro falo por mim :
Estou vivendo um sonho nnca antes vivido. Estou nas nuvnes e aqui quero permanecer, e para sempre viver, isto se nada acontecer, dá-me um beijo, para ninguém se esquecer que eu morro para tu VIVERES!!
Depois falo por ti :
In the most beautifull love.

Posso acrescentar e falar por ela? Ando um pouco esquisita. Não fala. Parece estar hipnotizada. Ainda não descobri se é do meu carro ou só sou eu.

Luis Prata disse...

:) Hilariante!

Anónimo disse...

loooooooool para a proxima vez k fores a calzedonia compras as cuecas mais caras k houver, depois marcas outra consulta e metes outro post aki a contar como correu... ca te esperamos ;)

Ricardinho disse...

Sabes bem
Que eu agora
Não posso parar
Tenho de te encontrar
E te dizer
Que não consigo
Deixar...,
De te amar!!

Sabes bem
Que não consigo parar
Tenho esta vontade
A fervilhar
E acredita
Que tu
Me vais
Também
Corar
E amar
O sitio
Por onde eu...,
Caminhar!!

Ricardinho disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Kate Zinha disse...

Fonix k nome! Ovidio pkeno????Meus deuses!

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Ricardinho disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Unknown disse...

Activação da moderação urgente lol

Tens razão: podemos correlacionar SNS e 'não é necessário preocupar com a depilação'. Há tempos fui usufruir de uma bela consulta no centro de saúde e digo à médica que tenho uma nódoa negra com mais de um ano e ela, depois de atender o telemóvel a meio da consulta (sem pedir licença, antes, nem desculpa, depois), diz que vai pedir umas ecografias, mas levantar o rabinho da cadeira, que é bom e a a dôtora seria ainda melhor visto que era algo volumosa, 'tá quieto.

PKB disse...

Já tive as minhas idas ao médico das "senhoras" em que a depilação não estava feita... embaraçoso, mais embaraçoso... não há! (gulp!)

redjan disse...

Ovidio? Follow Me underware ? Susana... rainha do azar. Que mistério de fé mesmo !!

redonda disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
redonda disse...

:))) estamos sempre a aprender em consulta de ortopedista nunca levar cueca de promoção de um euro que diz follow me

bea disse...

O que eu me ri:))))))
Mas olhe que...certa vez fui ao ortopedista, talvez rapaz pela minha idade e completamente novo para mim. Tinha queixa de um pé, uma artrose a formar-se e a que, na altura, não sabia nome. E também me aconteceu essa de quase nuazinha. Não sei. Posso estar enganada, mas sem mãos a chegar aos pés ou cuequinha calzedonia - que nunca compraria -, senti-me observada de forma não profissional. Saí com a ideia de despropósito, voyeurismo, luxúria, sensação de ser utilizada. Pareceu-me insultuoso, paguei a um médico e saiu-me um abuso do estatuto.É que uma coisa é descalçar os sapatos ou mesmo despir a saia ou as calças (faço piscina:); outra, pôr-me em pelota. Mas pode que esteja enganada. Pelo sim pelo não, espero que não nos voltemos a cruzar. Se bem que, estou convicta, hoje já não me mandaria despir, decerto me olhava só o pé.