sexta-feira, julho 18, 2008

Idiota-Mor

Sábado à noite, festa de aniversário de um amigo que comemorava a entrada nos 30 (medo).

Depois do jantar, malta sentada no chão à volta do perímetro da sala pronta para alinhar num jogo chamado "como é o teu?". Basicamente, uma pessoa sai fora da sala enquanto as outras esolhem uma parte do corpo para descrever. Quando essa pessoa regressa, tem que questionar os presentes a fim de descobrir que parte anatómica foi afinal escolhida.

Sai o Renato. Após saturada discussão, escolhemos o "céu da boca". Ele regressa à sala e começa a perguntar, um a um "como é o teu"?

Ouvem-se variadas e maliciosas respostas: é húmido, vermelho, escorregadio, sedoso, faz sons, molhado, entre outros adjectivos.

Chega à minha vez e eu, a transbordar de amor digo: "o meu...deseja-te" e semi-cerrei os olhos, imaginando os longos beijos que já trocámos, aquele palato maravilhoso que tão deliciosamente acolhe o meu!

Então ele fica meio parado, com um ar distante, provavelmente ponderando as respostas já dadas, e arrisca:

"o ânus?"

Toda a sala explodiu em gargalhada. "O ÂNUS??"-gritei eu, apanhada completamente desprevenida com os olhos sanguinários trucidando-o de alto a baixo.

Chamei-lhe todos os nomes possíveis, enquanto ele tentava desesperadamente explicar-se, dizendo que estava distraído a pensar nos outros comentários e tinha acabado por nem ouvir a minha resposta.

Balanço da noite:

- Susana, morta de vergonha e note-se, sem qualquer proveito;
- Renato, o acidental herói sodomizador.

Só lhe voltei a dirigir palavra anteontem porque afinal, vamos hoje de FÉRIAS! Mesmo assim ele que venha aninhar-se para os meus lados que eu logo lhe dou a distracção...

saudações vereneantes para todos.

101 comentários:

Loira - loiradistraida.blogs.sapo.pt disse...

LOLOLOL
Vao ser umas ferias animadas! lol

irracional disse...

bem, não consigo imaginar resposta pior para ele te dar... ahahahaha
Beijinhos e boas férias, divirtam-se

Jasman disse...

que grande gargalhada que me fizeste dar aqui no escritório!!!

Agora tenho toda a gente a olhar para mim com cara de caso...

e mesmo a escrever este post ainda não parei de rir so de pensar nessa situação a decorrer!!!!

Maria Eva disse...

Confesso que também dei uma grande gargalhada!

Boas férias ;)

gajacuriosa disse...

Ele nunca se pronuncia?

Paula disse...

Boas férias, tranquilas ou animadas conforme os gostos.

Já agora deixa o Renato aninhar-se!
É bom aninhar e é bom dar colinho...
E atenção: “quem diz a verdade...”

O que aconteceu com o Jasman acontece comigo várias vezes quando leio os post’s mais antigos... sim pq como não acompanho o salsicha desde o início, tento aos poucos ler lá para trás, o que me tem causado alguns embaraços com o riso que tento sufocar.

:) :) :)

Bia disse...

eh eh eh.. lindo pá!
O Renato teve em grande, tenho-te a dizer!

Eu sei que deve ter sido uma vergonha, mas proporcionou um bom momento para rir.

cat disse...

muito bom :D

aarmadavisivel disse...

Tenho espirito de paz
Mas não tenho paz de espirito
Não sei bem do que sou capaz
Pois o que faço, toda a gente faz.

Sinto alguma intranquilidade
E nenhuma serenidade
Apenas consigo repousar
Com as palavras..., estou a chamar.

E eu sei que tu me ouves
Também sinto o teu chamar
Mas o idiota que sou
Não me deixa libertar.

E para onde irei
Pois tu me dizes : "Eu não chamei"
E nunca me chamaste
E nem sequer te aproximaste.

Será que um dia me vais chamar?
Será que um dia me vais amar?
Será que um dia me vais aceitar?
Quero muito te abraçar
E poder-te presentear.

Todo o dia
A toda hora
A todo o segundo
A qualquer instante.

aarmadavisivel disse...

Aquele teu doce gesto
Me faz esquecer, tudo o resto,
Aquele teu suave olhar
De alegria me faz vibrar.

Se minhas palavras, são os meus gestos
Meus devaneios estão corretos
Elas acalmam minha alma
Elas são a minha salva.

São a minha terapia
Elas diziam o que sentia
Mas sei que preciso de acção
Não aceito, é outro não.

Elas dizem e ainda dizem
Que o melhor é que eles fiquem
A unir os corações
Guardando as sensações.

BJ.

Nuno disse...

armada visivel :

Tu deves ser estupido e bronco
Por saber tão pouco
Deves ser um otário
Que não sabe ler diarios
Deves ser um daqueles
Que anda todo queimadinho
Tu não vês que miuda
Continua a não te querer
E continua a sofrer.
Por isso desaparece
Antes que eu, te possa foder.

Susana meuamor és simplesmente a maior.Nunca te esqueças de mim.FOREVER.

Beijos, MUITOS!!

Ricardo disse...

Nunca ligo a bocas de fora
Há-de chegar a nossa hora
Não passo cartão nenhum
Nós somos dois, e tu és um.

AARMADAVISIVEL.

Maga Medéia disse...

esta assisti eu e foi de morrer a rir e sem dúvida o momento alto da noite. a parte mais cómica foi que antes de a Susana ter dito que o dela o desejava, imediatamente antes, 2 jovens esticados no chão tinham referido capacidades como falar e dar estalinhos com o céu da boca, mas que o Renato conseguiu considerar como características perfeitamente normais para um "anûs", tal estava ele entusiasmado com a noite louca de amor que se seguia aquele aniversário! são de facto um casal hilariante que me faz rir no melhor sentido!

maria disse...

bem, comemorar a entrada nos 30 até que pode nem ser mau, aliás, há pessoas que se guiam um bocado na ideia de que, basta ter-se 18 anos para se fazer tudo (salvo algumas, muito poucas excepções, como conduzir veículos pesados com mais de 21) e que desde que se aparente ter, pelo menos, 18 tem-se a credibilidade de pessoa adulta como se tem aos 60, e logo não fará mais diferença. Isso pode ser uma ilusão utópica, mas há pessoas que chegam aos 30 com o mesmo aspecto físico de quem tem entre 18 a 20, sobretudo se aos 23, 24 ou 25 aparentavam ter no máximo 17 (são uns bons anos a mais, mas com mais um ano acima disso pode-se tudo).
A idade não é o mais importante, se uma pessoa tem 47 anos e aparentemente tem 25, tem o mesmo respeito e credibilidade com qualquer dessas idades, a não ser uma pessoa de 25 que aparente ter no máximo 17 (se bem que aos 18 anos uma pessoa não está assim significativamente diferente do que está aos 17).
E se bem que podemos pensar que do ponto de vista de um miúdo de 8-10 anos ter 25, ter 30 e ter 47 é a mesma coisa ou mais ou menos a mesma coisa

Ricardo disse...

TU

Tu és o meu amor
És a minha bela flor
Mas também és minha dor
Porque não sinto o teu calor!?

Aquecendo meu coração
Fervendo minha paixão
Vivendo com emoção
Atingido a sensação.

Sensação que me desperta
E me faz sonhar
Desejo que me aperta
E me faz acreditar.

Tu és magia
És pura melodia
És a minha alegria
És a minha fantasia.

És a minha perdição
Que sexy tentação,
Que me seduz e reduz
Esta minha prisão.

Tu acabas com minha angustia
Há tanto tempo..., eu combatia
Tu acabas com minha tristeza
Não é surpresa, é certeza.

E certa estás tu
Porque pões tudo a nu
Admiro o teu lutar
Esse grande dedilhar.

Escreves muito bem
Sabendo quem é quem
Escreves com amor
E não dizes, por favor.

Não dizes quem é
Caminhas pé ante pé
E sempre com toda a fé,
Tens forma própria de caminhar
E tens atitude, a balouçar.

Tu és minha inspiração
Que me faz soltar a mão
Nunca chego à exaustão
Pois minha força, é união.

Ricardo disse...

CORAGEM

Vou ganhar coragem para te ligar
E não quero pressionar, nem questionar.
Com uma amiga quero falar
Com a Susana, quero conversar.

Isto se eu conseguir falar
Pois não consigo respirar,
Quando te oiço, falta-me o ar
E quando te vejo, fico a voar.

E não solto a imaginação
Não consigo..., é estupefação
O meu cerebro petrifica
Ele para..., e amplifica
Mas em nada facilita.

Amplifica o momento
Atrofia o discernimento
Mas não cria confusão
Ele só pensa..., que sensação.

Vou ganhar coragem
Vou seguir na aragem
Vou imaginar a abordagem
E não vou pensar, que é miragem.

Miguel disse...

HAHAHAHAHA! Lindo pá!

Ricardo disse...

MAIS PERTO

Que bonito texto
E que sério contexto,
Com as tuas palavras vou-me inpirar
Espero que não te importes
Que eu te use( força de expressão), para rimar.

A felicidade te libertou
E a mim, me cativou
Os teus pensamentos eu agarrei
E na certeza,
Eu não pecarei
Eu não fugirei.

O que permanece vivo
É o que fica cá dentro
Eterno e incomparavél
Ele é unico..., aquele momento.

O que te acalma a ti
Transcende em mim
Mais de acordo não podia estar
Que tudo é um só
Que se une num só nó.

Tudo está acessivel
Tudo está ao mesmo nivel
Ainda bem que te adoras
Agora eu..., não tenho melhoras.

O passado não se chora
Ele com tempo, não vai embora
E passado que não existe
Na imaginação, ele insiste.

Insiste na ligação
Existe com emoção
Ele vive ligado
Ao infinito entrelaçado.

O presente é para se viver
Emanando o conhecer
O presente tem um sentido
Que vivemos, com objectivo.

Deixa lá a melancolia
O que é preciso é euforia
Deixa lá as dores de alma
E recebe a noticia, que te acalma.

Egoismo ou não
Não sei qual a questão
Não afuniles o caminho
Ele é verdadeiro e é certinho.

Ouvir sem nada dizer
É o melhor, que podes receber
E o que és e o que sentes
Guarda para ti..., pois não mentes.

Senti aqui tua vibração
Senti certezas, da dedicação
A voz que fala ao teu coração
É apenas mágica ilusão.

A simplicidade dos afectos
São básicos e certos
Na vida são essenciais
Harmoniosos e vitais.

O amor é tudo para mim
É uma história que não tem fim.
O mesmo vejo para ti
Acende a luz, ele está ali.

A esperança da salvação
Tem muita luz, sem escuridão
Os seres que amas
Mas que não chamas
Os seres que salvas
Mas não os acalmas.

Não desesperes Maga
Começou uma nova saga
Um abraço queria te dar
Mas não ligues, estou a delirar.

O que te quero dizer
É que a verdade..., não é sofrer.
A verdade é sonhar
E poder amar, com o teu par.

O vazio acabou
Ele sumiu, ele voou,
Nem a falta de felicidade
Pode acabar..., tua vontade.

E não te afastes do mundo
Ouve-o..., ele não é mudo
E não deixes de viver
Deixa-o querer acontecer.

A união dos corações
Tens muitas boas razões
A união do entendimento
É muito bom, sem sofrimento.

Simples é o teu segredo
Coragem..., tu não tens medo
Ainda bem que curaste as dores
Estou mais descansado
Com as novas cores.

Espero que não fiques chateada
Espero que não fiques desorientada
Sinto apenas que te conheço
E este dia, nunca mais esqueço.

Apenas vi nas tuas palavras
Que soltas-te tuas amarras
E por isso quis ajudar
E neste poema, eu quis ficar.

Ficar mais perto
Andar mais certo
Ficar de lado
E não centrado.

Jasman disse...

ó ricardo achas que alguem le o que escreveste?

mete lá um comentário "sério" sobre o Post Idiota-mor!

Ricardo disse...

AHAHAHAHAHA! LOL!

Ricardo disse...

Acho que não.

Ricardo disse...

OIÇO

Não consigo acreditar
Que meu amor,está a chamar
Mas consigo ver
Que Linda está
A corresponder.

Na minha cabeça não entra
Que posso ir saber
Que andas tu a fazer?
Na minha cabeça dura
Aquele momento
Que me segura.

Todas as tuas palavras
Me tocam no coração
Mas não me soltam as amarras
Porque não sinto tua mão!

Tua mão a abrir
E a chamar..., queres vir?
Tua mão a perguntar
Queres segurar, queres me soltar?

Nosso amor parece impossivel
Pois possuimos os dois
Sentimento terrivel
Sentimos o mesmo sinal
Que problema existe, afinal?

Pensamos que é possivel
Viver o inatingivel
Pensamos que não é real
Este sonho abismal.

Porque cada frase
Tem uma fase
Neste seguinte verso
Sozinho te peço, sozinho converso.

Peço para não me ouvires
Mas peço para me sentires
Peço para não mentires
Aparece aqui em Tires.

Ricardo disse...

ALEGRIA?...,TRISTEZA!

Variações bruscas de humor
Eu tenho..., pequeno pavor,
E a parte que assusta mais
É a tristeza
Quando penso
Que tu nunca..., jamais!

Jamais vens ter comigo
Não queres saber de um perdido
Jamais queres saber daquele
Que nem sequer, olha para ele.

Não tomei o comprimido
Por isso ando deprimido
Deprimido é muito forte
Ando antes, abatido.

Não quero viver drogado
Pois estou apaixonado
E todas estas oscilões
São sinceras, vibrações.

Essa droga em comprimido
Não me deixa divertido
Fico sem alternar
Fico equilibrado,
E a travar.

E eu não quero travar
Pois quero alegrar
Quero poder chorar
Rir, gargalhar e alucinar.

Mas a tristeza
Não me deixa dormir
Ela me atormenta a sumir
Tento embalar a imaginar
Mas não consigo descansar.

Com tuas palavras tu abates
Espero que acertes,
Espero que mates.
Mata o parvo que há em mim
E solta a deusa que há em ti.

Ora muito alegre, ora abatido
Para não dizer deprimido
Ora muito sensivel
Ora um pouco insensivel.

Mas eu tenho sentimentos
Não sinto é
Certos acontecimentos
Porque não estou a pensar
Distraido estou, a sonhar.

Mas agora estou a sentir
Que quero muito, fazer-te rir
Quero fotografar teu sorriso
Quero memorizar teu riso.

Quero que sintas, meu viver
Não quero apenas sobreviver
Quero que atingas, meu crescer
Quero que me digas, vem vêr.

Mas agora um egoista me sinto
Pois te quero só para mim
Mas também sou um autista
Longe do mundo
Eu danço nesta pista.

E acabou-se o discernimento
Já falhei este momento
Até gostava de o apagar
Mas deixo ficar...
Quero, me envergonhar.

sim disse...

St.º António da Barôta
Verdadeiro, ou é batota?
St.º António casamenteiro
Estou aqui, de corpo inteiro.

nitapika disse...

Cheguei aqui por acaso e adorei os textos! Ehehhehe

Ricardo disse...

CURIOSIDADE

Não tenho curiosidade
Tenho é muita..., saudade!
E não consigo desprender
Está má seriedade
Que me deixa a sofrer.

Nada me cativa a curiosidade
Nem procuro a verdade
Sou um ser, sem mobilidade
Que não sente, efectividade.

É curioso não absorver
Aquilo que estou a vêr
Mas só pode haver uma razão
É esta minha paixão!

Que não me deixa olhar
E conseguir captar
Do que as coisas são feitas
Se são normais,
Ou são suspeitas.

Apenas tenho curiosidade
Em acabar..., com tua saudade
Apenas tenho vaidade
Em ser tua/teu..., (é) realidade!

Ricardo disse...

SOS

O meu pedido de ajuda
Algo me diz, que não resulta
Talvez se eu tentar, ainda mais sofrer
Ela me diga, o que eu hei-de fazer.

Para ainda mais sofrer
Vou estar perto de morrer
Para ainda mais querer
Vou estar perto de viver.

Para quem pensar
Que estou a alucinar
Custa-me acreditar
Sem os teus lábios tocar.

Para quem pensar
Que nada estou a tomar
Pois dentro do meu ar
Eu sinto teu respirar.

Sozinho Oiço..., Sentindo!
Sozinho Oiço..., Sorrindo!
Sozinho Oiço..., Sofrendo!
Sozinho Oiço..., Sabendo!

Sentindo-me perdido
Sorrindo..., esquecido!
Sofrendo, sem um amigo
Sabendo que não sou bem vindo.

Susana Ó Santa
Que me espanta
E me encanta
Susana O Salvador
Acaba depressa com esta dor!

Ricardo disse...

SUSANA ENCATARINANDO

Não sei se és tu
Mas pões tudo a nu
E sinto tua vibração
A trespassar meu coração.

Sentes o meu corpo
E consigo sentir o teu
Ao ouvido, sentes um sopro
E minha mão...., que aconteceu?

Ainda não aconteceu
Mas vai acontecer
Ainda não escureceu
Mas vai escurecer.

E com a noite a chegar
Nossos corpos, vão-se juntar
A noite é união
Ela nos canta, uma canção.

Uma canção de amor
Que juntos escrevemos, sem dor
Uma canção de alegria
Sentindo nossa magia.

Nas tuas palavras
Eu oiço melodia
Nas tuas frases
Eu sinto a euforia.

A euforia de um encontro
Eu estou aqui, e estou pronto
A euforia por saber
Que tu também, me queres ver.

Ainda sinto lábios teus
Com prazer..., contra os meus
Ainda sinto pele tua
Contra a minha..., toda nua!

Ricardo disse...

PAZ

Esta luta,não faz sentido
Quanto mais escrevo
Mais perdido..., eu me sinto.

Pensava eu, que acalmava
Mas meu espirito, não se acalma
Ele grita, mas não salva.

Não me salva da tristeza
Não me dá muita firmeza
Fico ainda mais inquieto
E muito pouco irrequieto.

Inquieto o meu ser
Muita vontade de viver
Inquieto meu coração
Vive de muita emoção.

A minha luta acabou
Eu sozinho não sou...
Não consigo ser ninguém
Quando te sinto, muito além.

Tu estás sempre comigo
Teu espirito é meu amigo
Mas preciso de tocar
Com tua pessoa..., quero eu voar.

Preciso da tua essência
Conta-me tua experiência
Necessito do teu olhar
A chamar e a cativar.

Por isso a luta acaba aqui
Pouco eu vi e muito sofri
Porque não, quis eu, vêr mais?
Aquele teu não...,
Para mim foi demais!

O teu não era um sim
Mas o meu cerebro
Não aceitou assim
Esse não, era a questão
Porque não acabas
Com a solidão?

A tua e a minha
Eu sou rei e tu rainha
A nossa que é nossa
Eu sou teu, e tu és minha.

Ricardo disse...

RECEIO

O meu maior receio
É tu não aceitares...
E por eu ser, teu segredo
Esse é..., meu grande medo!

Eu sou grande medricas
Ou talvez não..., eu sei que ficas
Naquele sitio de emoção
Naquele lugar..., que sensação.

Ficas à minha espera
Mas dentro da tua esfera
Porque não te soltas?
Porque não me contas?

Eu vou-me soltar
Mas muito devagar
Eu vou-te procurar
Pois um beijo
Eu te quero dar!

BEIJO LINDA!

darling disse...

ricardo parece impossível

como poeta, és uma estampa

até vejo a armada invisível

a bombardear-nos de trampa




Vá, não gastes mais os écrans de computador.

É anti-ecológico.

Ricardo disse...

Sou uma merda
Que muito alerda
Sou uma bosta
Que ninguém gosta(óbvio né, sendo uma bosta)!

Obrigado darling,

Os meus olhos abriste
E agora conseguiste
Numa bosta ela me tornou
Pois me comeu,e me cagou!

Obrigado mais uma vez!

Ricardo disse...

Darling, deixa-me poluir só mais um pouquinho.

IRRITA

Há algo de irritante
Mas ao mesmo tempo, excitante
Há algo radiante
Mas irrita, mais adiante.

Por muito que peça uma mão
Ela não ouve meu coração
Por muito que chame, minha paixão
Ela não ouve, minha razão.

Me pede um gesto meu
E eu escrevo...., sou teu
Me pede um outro olhar
E eu escrevo...., é para durar.

Mas irrita apenas fazer
Este gesto a correr
Mais irrita não poder olhar
E sozinho, fico a pensar!

A pensar...., que aconteceu?
Que bicho nos mordeu
A pensar no que passou
A culpa é minha, tempo voou.

Irrita o que não fiz
E ela não me diz
Nunca foi de dizer
Isso queria eu saber!

Beijinhos e abraços para todos.

Ricardo disse...

NADA BEM

Não me sinto nada bem
Não me sinto mais além
Sinto que estou a perder
Qualidades ao nascer.

Ao nascer do dia
É a grande a melancolia
Ao nascer a aurora
Não me sinto insirido
Sinto-me de fora.

Com o correr do dia
Eu sou monotonia
E quando as horas acabam
Elas não dizem
Elas não falam.

Não me dizem o que eu quero
Não acreditam..., é sincero!
Não me dizem, nada de novo
E eu não sinto, que sou do povo.

Cada dia é uma desgraça
Cada hora que não passa
Cada dia é uma miragem
Cada hora, é uma viagem.

Uma viagem pela solidão
Que me atormenta o coração
Que disforma a razão
E me torna, um ser em vão!

É melhor esquecer
Eu não sou
Quem queres ver
É melhor tu caminhares
Com outro,é melhor..., amares!

Ricardo disse...

NADA MAL

Nada mal para continuar
Muita vaidade em acabar
No mal não quero pensar
É para o bem, que vou lutar.

Nada mal para irritar
Pois eu quero imitar
Quem assim me irrita !?
Ou muito ama ou acredita.

Acredita no bem
Ela sabe, o que convêm,
Acredita na pessoa
É coisa fresca, é coisa boa.


Acredita que afinal
O puto é fenomenal
Acredita naquele sabor
Que juntos tocamos..., é o amor!

Acredita na luta
Ela é séria, ela é justa
Acredita no nosso calor
Me chama..., por favor!

Acredita na vingança
Roda a saia, nesta dança
Acredita no destino
Ele é certo, ele é um hino.

Hino a nós dois
Que bom que é..., ah pois!
Hino ao amor
Eu te amo..., és minha dor.

Dor ligeira e passageira
Dor forte, é a nossa sorte
Sabes que a nossa dor
É muito forte, é muito amor!

AQUELE BEIJO!

Ricardo disse...

NERVOSO

Um nervoso que é constante
Que se torna irritante
Um nervoso fervoroso
Que se torna abundoso.

No meu sangue abunda
Mas meu ser se afunda
E mergulho na escuridão
Pois me dá, toda a razão.

Fico nervoso só de pensar
Que tu vieste para ficar
Nervosismo à flor da pele
Não é nada..., aconselhável.

Mais nervoso fico ainda
Tua imagem..., é muito Linda
E com os nervos eu salto
Cada vez, mais alto.

Mas já estive assim
E não quiseste saber de mim
Me disseste que assim não
Quem tem, então razão?

Eu não quero ter razão
Opinião..., não é comigo
Eu só penso com o coração
Não fujas de um amigo.

Um amigo apaixonado
Um amigo enamorado
Ele vê em todo em lado
Ele está em encantado.

Encantado com a magia
Que Linda erradia
Apaixonado e com saudade
Mas sem qualquer liberdade.

Não me vejo a libertar
Mas saudade quero matar
Vou ao encontro de Linda
Porque não vens?
És sempre bem vinda.

Mas tenho que ser eu
Meu gesto, não convenceu
Tenho que dar o 1º passo
Tenho que ser forte, como o aço.

Este nervoso até é bom
Faz-me ouvir, um novo som
Este nervoso faz-me ganhar
Nova força, para criar.

Por isso vou-te seduzir
Doces palavras vais ouvir
Vais acabar por vir
Vais-me tocar
Vais-me sentir!

Vais adorar!
Vais voar!
Vamos chorar!
Vamos amar!!

Por isso agarra-te
Que ainda não te agarrei
Por isso segura-te
Que boa ideia..., já sei!

O unico gesto possivel
Que não é nada de incrivel
Outros gestos..., também gostava!
Que trocassemos..., eu adorava!

E pagava milhões
Para te dar milhões x triliões
Mas se tentar, me aproximar
Eu não sei, quem vais chamar.

Vais chamar alguém
Para dizer que não ninguém
Vais chamar tua protecção
Não tenhas medo..., é emoção!

BEIJO!!

Ricardo disse...

A LUTA CONTINUA
VAMOS PARA A RUA
A LUTA CONTINUA
LINDA É TODA SUA


Afinal não vai acabar
Luta romântica vai durar
Com palavras mais sensuais
Umas banais, outras tais.

Palavras doces secretas
Palavras meigas diretas
Palavras suaves concretas
Palavras gentis corretas.

Não vai levar muito tempo
Até um de nós, se render
Já li tuas palavras secretas
Agora é minha vez
De lançar setas.

Diretas ao coração
Não levantando
Qualquer questão
Diretas à razão
Não há dúvida
Pois não??

Aquele beijo!

Ricardo disse...

SEDUÇÂO

Não sou grande sedutor
Mas vou escrever..., com AMOR!
Deixo de lado a saudade
E passo para outra realidade.

Realidade imaginada
Tu és a minha fada
És a minha mais que tudo
Prometo-te não ficar mudo.

(continua)

TiTa disse...

Acidental Herói sodomizador ou sodomizado?? Afinal... Se a parte do corpo era dele.......

Rafeiro Perfumado disse...

Eu pelo sim pelo não mantinha a guarda durante as férias, aquilo pareceu-me ser algo recalcado a querer saltar cá para fora. Ok, a escolha das palavras não foi a melhor...

Beijoca e boas férias, que por esta altura espero já terem terminado!

Ricardo disse...

OFERTA

Gereberas e rosas
Espero que gostes, gostosa!
Fui eu mesmo que escolhi
E até o arranjo fiz.

Não fiques impaciente
Mas eu estou doente
Doi-me o coração
Estende..., a tua mão.

Gostava muito de ver
Teu sorriso a crescer
Gostava muito de ouvir
O teu olhar..., espera...
Já o estou a sentir!!

E ainda não estou pronto
Para aquele, tal encontro
Quero muito te abraçar
Quero deixar, de lutar!

BJ!

Ricardo disse...

SEDUÇÃO(continuação)

Um arzinho da tua graça
Eu preciso que me faça
Coceguinha no meu cerebro
Procurando o certo verbo.

As flores são uns amores?
Mas atenuam nossas dores?
Penso que não, penso que sim
Dá-me um toque..., do teu jardim!

Dá-me um sinal do teu ar
Para continuar a olhar
Com olhos de sentir
Com lábios de seduzir!

Dá-me uma pista da tua vontade
Talvez mate, minha saudade
Talvez ganhe habilidade
Talvez consiga agilidade.

Agilidade para te dizer
Pedaço do céu..., deixa-me ser
És o céu inteiro!
Sentes o formigueiro?

Da cabeça aos pés
Muito Linda..., és!
És a minha heroina
Droga da minha sina!

(continua)

Ricardo disse...

ENJOA NÉ?

Deves estar enjoada
Desta louca salganhada
Deves estar passada
E eu não...,
Ajudo em nada!

Adeus Linda!

Ricardo disse...

PRECISO DE TI

Preciso muito de ti
Me provocas..., calor sem fim.
Preciso de ti aqui
Não te sinto, mas já ouvi.

Estou frio, sou um rio
Seco..., mas assobio
Eles não sabem assobiar
Mas sede..., eles sabem dar.

Quero ouvir a tua voz
Quero muitos nós
Quero que seja após..
Tudo isto..., somos nós.

Após de estarmos enroscados
Após de estarmos cansados
Somos dois..., abraçados!
Mas não estamos, enlaçados!

Mas nunca fomos sós
Coitados dos avós
Nunca fomos um só
Não saimos daquele pó.

Daquela poeira
Desta doideira
Mas não é brincadeira
Vou espetar uma bandeira.

No meu coração espeto
Este é..., um dado certo
Um dado de sete faces
Na tua ausência...., que fazes?

E por não te sentir
Não consigo abrir
As minhas asas para voar
Os meus braços para abraçar.

Não consigo acreditar
Que me vens falar
Que me vens dizer
Anda comigo correr.

Porque já não consigo correr
Sozinho fico a sofrer
Sozinho me apetece atirar
Para o primeiro carro que passar.

Do meu espaço, não consigo sair
Contradições.., emoções.., a cair
No mesmo buraco de sempre
Agora sei que não sou gente.

Sou um animal arrepiante
Sou uma pessoa inconstante
Mas naquele nosso instante
O amor é..., alucinante!

Estou absolutamente previsivel
E sou totalmente invisivel
Tu não procuras por mim
Eu sem ti..., estou assim.

Assim para o parvo
E como..., que nem um alarve
Vou desaparecer no mar
Talvez uma sereia..., queira levar.

Levar o que sobrar
Transformar meu corpo, em ar
Levar o que sobrou
Do meu corpo que restou.

E não digo nada direito
Estou mesmo feito
Estou perdido e abandonado
Porque não ando vigiado?

Porque não estou ao teu lado?
Porque não sei ir a nado
Porque não sou o indicado
Porque ando avariado!

Ai..., como preciso de ti
Linda..., eu já te vi
Sonhei que te senti
Ao teu lado..., eu cresci.

Mas te assusta eu não ser
Sozinho não consigo..., viver
Mas eu sou assim
Vivo em ti, imagino o sim.

Imagino um hino para cantar
Mas apenas grito, para acreditar.
Já escrevi a canção
Mas preciso, da tua opinião.

Preciso de ti aqui
Preciso de ti em mim
Vem agora a correr
Estou aqui a sofrer.

Juntos vamos criar
Juntos vamos amar
Vamos unir os mares
Vamos mudar os ares.

BJ.

Ricardo disse...

CONTRADIÇÕES

Passo o tempo a contradizer
Ora a seduzir, ora a sofrer
Passo o tempo a dizer
Te amo, mas vem ver.

Passo o tempo a gastar
Mágica palavra..., amar!
Passo o tempo a rimar
Como se fosse...,me salvar.

Passo o tempo a discutir
Pois não consigo ouvir
Passo o tempo a sentir
O próximo beijo, que há-de vir.

Passo o tempo a não acreditar
Que tu vieste para ficar
Passo o tempo a alucinar
Pois te quero, tirar o ar.

Passo o tempo a duvidar
Que tu não vais agarrar
Passo o tempo a melhorar
Para melhor poder estar.

Passo o tempo a amar
Não consigo evitar
Passo o tempo a odiar
Quando não estou a amar.

Passo o tempo a observar
Mas não consigo guardar
Passo o tempo a querer cegar
Para de novo criar.

Passo o tempo a imaginar
Para conseguir avançar
Passo o tempo sem nada pensar
Para conseguir repousar.

Passo o tempo sem te ver
Começa logo a doer
Passo o tempo a te querer
Muita alegria a nascer.

Passo o tempo a ouvir
Mas não consigo emitir
Passo o tempo a distrair
A pessoa que estou a ouvir.

Passo o tempo a seduzir.
Para te poder sentir!
Passo o tempo a cair
Pois não consigo sair!

Passo o tempo a agir
Muita acção quer ir
Passo o tempo a decidir
Para de novo, não cair.

Passo o tempo a morrer
Para um novo acontecer
Passo o tempo a nascer
Para conseguir, novo viver.

Estupida contradição
Que me tira a razão
Porque não se dá a união?
Para acabar com esta confusão.

Ricardo disse...

INVASÃO

Esta invasão,
Me deixa sem razão
Mas não tenho culpa
E te peço..., desculpa!

E vais ter que me parar
Talvez tenhas que me internar
Vais ter que me olhar
E dizer..., tens que travar.

Vais ter que me dizer
Que NUNCA mais, me queres ver
E ai talvez, consiga acreditar
Que nunca me vais amar.

Ricardo disse...

MOMENTO

Esqueci-me daquele momento
Gentleman, no Sudoeste em movimento
Tuas mãos, na barriga me tocaram
E eu senti, que me amavam.

Mas eu cortei o momento
Barriga grande, que sofrimento
E ao Sudoeste não voltei
Não queria sofrer, pois delirei.

E não vou voltar sozinho
Sem o teu carinho
Até estou tentado a ir
Mas depois não tenho
Como vir.

E meu não é mesmo não
Ao contrário do teu sim
Aquele teu doce gesto
Me deixou perplexo.

Por isso não vou
E não tenho, como ir
O mundo me abandonou
Fico então, em casa a ouvir.

R&S.

Ricardo disse...

PREOCUPADO

Estou muito preocupado
Por não saber de ti,
Só e esperançado
Eu estou aqui, não fugi.

Só de pensar na situação
Dá-me um aperto no coração
Diz-me que estás ai
Para sentir que não cai!

Diz-me que respiras
Diz-me..., que me inspiras
Pois me inspiras a mim
És minha musa.., sem um fim!

Sem um fim para acabar
Sem um fim para amar
E no verbo abraçar
Vamos sentir,vamos ganhar.

Solta uma vibração
E eu solto a imaginação
Dá um toque com a tua mão
Fico descansado,
Sem qualquer má emoção.

Porque não tenho a certeza
Que respiras com firmeza
Porque estou preocupado
Acidente para o nosso lado.

Não me faças sofrer
Eu me estou a mexer,
Estou de novo a lutar
Para aos teus olhos
Conseguir-te, agradar.

Em todos os sentidos
Esquecidos, mas não perdidos
Para olhares de qualquer lado
Sem te assustares
Com o meu lado,
Mais avariado.

Se estás a sofrer
Acredita..., vamos vencer
Se estás a enlouquecer
Eu te digo..., vamos viver.

Vamos viver sempre unidos
Vamos viver, tempos perdidos
Que parvoice fizémos?
Que tontices não dissémos?

Por isso dá-me um sinal
Do teu coração vital
Estala os teus dedos
Solta os teus/meus medos.

BJ.

Ricardo disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Ricardo disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Ricardo disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Ricardo disse...

À 3ª é de vez.

LIGAÇÃO

Vou ter que ligar
Coração a pular
Vou ganhar coragem
Vou-me espalhar
Na aterragem.

Mas não sei que dizer
Mas não preciso de falar
Apenas preciso de ouvir
Sua voz a vir.

Anonimo eu estou
Não percebo o que se passou
E se eu logo desligar?
Assim que voz, me encantar.

Linda não vai levar a mal
Mas é uma situação ocasional
É uma situação desesperada
Pois não sei, de minha amada.

E se Linda não atender
Fico triste por não saber
Como pula, o teu coração
Não imagino, nossa união.

E se Linda rejeitar
Vou conseguir me deitar
E com Linda vou sonhar
Que Linda está..., a beijar.

Por isso Linda
Tem que rejeitar ou atender
Para eu ir em frente
Para eu, logo pela manhã
Ganhar a cor de uma romã.

BEIJO:AQUELE!

Ricardo disse...

Ooops..., à 4ª é que foi de vez!

DESCANSADISSIMO

Estou agora felicissimo
Agora estou contentissimo
Pois o meu amor me disse
No dia em que me visse.

E portanto não disse
Mas um dia vai dizer
No dia em que me vir
Vai ter que me ouvir.

O meu amor está a ler
O que eu estou a escrever
Linda está a entender
Que ainda, não nos podemos ver.

Mas através da escrita
Podemos ir namorando
Podemos ir seduzindo
Podemos ir abrindo..!

Abrindo nosso caminho
Construindo nosso ninho
Conquistando território
É saudável..., é notório!

Por isso estou excitadissimo
E vou dormir agarradissimo
Ao teu corpo imaginário
Imaginando..., Lindo cenário.

Bom dia Linda! Os teus lábios eu sinto o dia todo!BJ!!!

Ricardo disse...

VAIDADE

Não é publicidade
Mas sim vaidade
É muito querer
É não te perder!

Não é publicidade
Mas sim realidade
É muita emoção
Saber, que dás razão.

Não é publicidade
Mas sim efectividade
A ternura é concrecta
E a loucura é correcta.

A ternura dos teus dedos
Me soltam, todos os medos
A loucura dos teus lábios
São muito doces, eles são sábios!

Eles me disseram um dia
Que o céu me invadia
E seu eu fizer assim?
Vou criar até ao fim.

Até ao fim da luta
Linda é, demais astuta
Compreende à primeira
Eu..., é que só faço asneira.

Só penso na brincadeira
Meto a mão na fogueira
É coisa muito boa
E senti que não foi à toa.

Não foi daqueles momentos
Em que se confundem sentimentos
Foi pura, realidade frontal
Foi directa, transparência mortal.

Eles(lábios) existem, e são teus
E vão-se juntar aos meus!!!?
Eles persistem em querer
Um toque do meu viver!

Um bezouro no meu tesouro
Campainha no meu ouro
Passarinhos a piar
Minhas mãos, a uivar!!

SEMPRE : BEIJO!!

Ricardo disse...

SEMPRE

Sempre é..., felizmente
Ai que eu, estou tão contente
Sempre é..., realmente
Algo muito surpreendente!

Sempre é..., aflição
Agradar teu coração
Sempre é..., batendo no peito
Este é, o meu jeito!

Sempre é..., emoção
Logo escrevo, realização
Sempre..., é amor
Já passou a minha dor!

Sempre é..., sempre!
Que arrepio de repente
Sempre é..., infinito
Ouve o meu grito!

Sempre é..., realmente!
Tempo pausadamente
Sempre é..., loucamente
Quente e apaixonante!

SEMPRE : DESEJO!

Ricardo disse...

FÉRIAS

A SalsichaGirl foi de férias
E agora plana, em antimatérias,
Descanso é merecido
Eu é que não largo, seu ouvido!

Não largo sua orelhinha
De Linda coelhinha
Suculenta e bem tenrinha
Ninguém lhe toca,ela é minha.

Minha adrenalina
Minha heroina
Minha leoa
Que não ruge à toa.

Não faz barulho como eu
Ela é Julieta, e eu sou Romeu
Ela está à minha espera?
Aqui vai mais uma quadra
Louca e sincera!

Saudades do seu jeito
Levando tudo a eito
Saudades do furacão
Levando pela mão.

SINTO : AQUELE BEIJO!

Ricardo disse...

SEDUÇÃO(continuação)

Da cabeça aos pés
Muito Linda..., és!
És a minha heroina
Droga da minha sina!

Da cabeça à cintura
Que ternura, que loucura
Da cintura ao céu
Vou ouvir, com o peito ao léu!

Vou escrever, vou seduzir
E nada quero omitir
Pois quero-te conquistar
Quero-te..., fazer vibrar!

Pelo cabelo vou começar
Vida própria, quer voar
Rebola e abespinha
E toca em mim, uma campainha.

Na ultima foto
Bem preto estava
No ultimo toque
Ele não se afastava.

E roçava no meu queixo
Rodopiava num só eixo
E quando dançavas na pista
Eu de longe, entretia a vista!

Longos cabelos negros
Pelo meio das costas
Longos cabelos molhados
Quero tocá-los, com mil cuidados.

Quero senti-los na minha boca
Desejosa, e muito louca
Quero fazer mil penteados
Quando sentir-me, afogueado.

Afogueado de sensação
Sem correntes de razão
Acelerado na emoção
Nos momentos de exaltação!

(continua)

Ricardo disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Ricardo disse...

TALVEZ

Talvez não esteja de férias
Talvez esteja...,
Com atitudes mais sérias
Talvez esteja rendida
Talvez esteja ferida!

Com atitudes de mulher
Sabe bem, quem quer
Ao seu lado, para amar
Quando vier..., vem-me buscar!

Rendida ao meu versar
Saudosa do meu olhar
E rendido já fiquei
Na atitude me tornei.

Ferida com o meu atirar
Magoada com o meu amar
Prometo não a largar
Sempre que Linda, quiser chorar.

E sempre que, quiser rir
Admiro o seu sorrir
Sempre que, me quiser atar
Comigo..., pode sempre contar!

Ofendida com a situação
Mas estou preso na razão
E não tenho desculpa
Para esta minha culpa.

Preso..., na futura emoção
Queremos perfeita, sensação!
Na minha situação presente
Eu estou gordo, infelizmente.

Talvez não me queira
Sou um chato de primeira
Talvez não me diga
Mas eu sei..., sou previsivel
E por vezes sou horrivel.

ADOREI E ADORO: AQUELE BEIJO!

Ninja! disse...

LOL! Sou novo no teu blog, mas dou-te já os parabéns, os teus textos revelam muita inteligência e muito humor. =))
Parabéns.

Abraço

Ricardo disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Ricardo disse...

VOU..., VOU!

Certo dia, ainda vou preso
O que escrevo é muio intenso
É muito louco
Mas é imenso!

É um risco enorme
Linda sabe..., todo o meu nome
Sabe todos os meus dados
Tenho que ter, mil cuidados.

Qualquer dia vou a sair
E tenho a policia a vir
O que escrevo, pode ser usado
Para eu ser, acusado.

Acusado por amar
Acusado por rimar
Agora fora de coisas sérias
Acusado de mil maneiras.

Por isso me retiro
Mas apronto novo tiro
Para ti Linda..., eu atiro
Pela Susana..., eu suspiro!!

Já sabes onde encontrar
Sabes bem nosso lugar,
Vou continuar a lutar
Seduzindo o teu olhar.

QUERO: AQUELE BEIJO!

osudoeste disse...

Sexta? Irmãos quimicos a bombar! E que bombar..., EHEH!

Ricardo disse...

SEDUÇÃO continua
Com a alma toda nua
Sedução incontrolada
Com magia aluada!!

PRECISO : DAQUELE BEIJO!

Ricardo disse...

SEDUÇÃO acabou
Porque o amor se esgotou
Também sou mentiroso
E também sou todo jeitoso.(Se emagrecer)

Se alguém me quiser levar
É só telefonar
Vou com a última que aparecer
E com ela, vou querer viver!

66 disse...

66

67 disse...

67

Ricardo disse...

68

Ricardo disse...

Voilá! C´ést ça...

Plaisir...
Folie...
L´amour...
Douceur...,
Prazer!!
Loucura!!!
Amor!!!!!
Ternura!!!!!

José António disse...

Parabéns pelo blog. Muito divertido, eu diria mesmo hilariante! Até dava um filme. Os meus filhos também gostaram.
Vou voltar.

Abraço.

José António.

Miguel disse...

OMG! Este Ricardo tem uma pancada fortíssima :S

Anónimo disse...

No que toca a quantidade, tu não tens cumprido as tuas promessas de fim de ano, mas que importa isso se a qualidade continua como sempre?
Parabéns pelos teus textos.

JorgeCP

Caixa de óculos disse...

Hello!!!
News, pleaaaaaase!
Até porque estes "poemas", enfim… já enjoam.

Yôga - Amadora disse...

Lindo!

De escangalhar a rir :)
o Nelson recomendou-me a leitura do teu Blog, dizendo que era de rir... demais. Não imaginei que era tão tão espectacular. hihihi

Quanto ao teu namorado.... hummm... acho que ele se portou mesmo mal. hihihii

Abraços e continua a divertir o pessoal.

Carlos Leo

Ricardo disse...

Maravilhoso coração maravilhoso so por ti eu me escondo desta maneira contigo sonhei uma vida inteira
ate parece que fiz de proposito mas não fiz ou talvez tenha feito maravilhoso coração maravilhoso onde andas sem mim maravilhoso inspirado com o Marco Paulo eu canto e agora não me calo falo bem alto oara tu me ouvires para sentires que sou eu que... tu quiseres se não quiseres mas vais querer pois eu que eu tenho para te oferecer é uma vida cheia de coisas boas de coisas cheias maravilhoso coração maravilhoso sou piolhoso mas sou vaidoso e uso quitoso mas não os oiço maravilhoso coração maravilhoso me deixa entar no teu espaço amoroso.
Calma que esta só uma versão, maravilhoso meu coração teu peito salta de emoção meu coração de louquidão

Ricardo disse...

Não. Eu é que vou dar como sempre quis dar, mas... Perdoa-me amor!

AMANHA : Aquele Beijo!

Ricardo disse...

DORMINDO

Linda está a dormir
E eu ainda não
Me consegui vestir
Estou no computador
A teclar o nosso amor.

Sem fazer muito barulho
E não acendo a luz
Linda luminosidade
Me cativa e me seduz.

Adoro ver Linda a descansar
Ver seu corpo a repousar
E me maravilhar com o seu respirar
Quando é esta dor vai acabar?

Desculpem não era isto
Então continua assim :

Não me canso de observar
Mas...,
Não consigo imaginar!

Quero sentir tua presença
Quero tocar na tua crença
Quero te beijar a noite inteira
Quero sentir tua fogueira
Quero sentir tua vibração
Quero que me dês a tua mão!

RS.

Ricardo disse...

DESLIGADO

Teu telefone não oiço tocar
Neste dia tão importante
Tinhas que o desligar.
Mas porque ligado
Nos outros dias
E desligado...,
Que mania!

Nem a caixinha de postal
Deixaste ligada
Para eu te enviar um sinal
És parvinho, mas és minha
És tontinha, minha rainha.

Ligo e tento a ligar
A caixinha mágica está apagada
Ligo e tento a ligar
Você tem a certeza
Que Linda é fantástica?

A certeza, a certeza não tenho
Mas de todas as espécies femininas
Foi Linda que que cativou
Senti naquele olhar
Uma imensidade de voar.

Então siga em frente
Se ficar doente
Siga em frente
Se cair, siga em frente
Se ouvir, siga em frente
Se olhar e não gostar
Siga em frente
Tenha fé em si próprio
E ande sempre sóbrio
Para sentir tudo e todos
Sempre com muitos bons modos.

Mas continua desligado
E eu aqui cansado
Vou dormir umas horinhas
E já te gravo
Palavras minhas!

E já me esquecia
Parabens, Susana dia
Parabens amor
Espero que a tua mãe
Tenha tirado uma foto
A cada uma das flores.
Achei o ursinho muito engraçado
Com mil corações..., abençoado!

Quanto ao bloco
Tu não estavas
Ainda pensei fazer
Umas rimas pra a tua mãe
Mas claro não achei nada nem.

Escreve tu no bloco
E envia-me por correio
Ficava euforicamente
Satisfeiro
Mas tu lá sabes
Fica ao teu efeito!

MORRO : AQULE BEIJO!

Ricardo disse...

CALMARIA TARDIA

Houve apenas uma altura
Na minha vida
Em que senti a plenitude,
Calmamente pensava
E suavemente meditava.

As palavras permaneciam
No meu pensamento
E com elas brincava
A todo o momento.

Começavam a fazer parte de mim
E em cada palavra
Ou frase que ouvia,
Ou lia,
Imediatamente a fixava
E à volta dela imaginava
Muito prazer me dava.

Na altura de ouvir
Tentava tudo memorizar
Assim que saia de perto da pessoa
Reflectia em segundos
O que estava certo
Do que não estava
O que não sabia
Ia tentar saber
E colocava imensas questões
Para em casa, com calma
As tentar responder.

R.

Ricardo disse...

CONFESSO

Adoro enganar
E pô-los a pensar
Para ver a reacção
Não se pode
Dar logo a mão!

SR.

Ricardo disse...

Susaninha
Escreve uma palavrinha
Quero te sentir
Escreve a mentir.

Uma só palavra
Mais uma pista
Deste enigma que não acaba
Pois a música não pára.

R(sentindo-se muiro sozinho, muito desamparado, muito esquecido)

Ricardo disse...

DESCULPAS

Para tudo
Há sempre uma desculpa
É assim que pessoas inteligentes
Enganam toda a gente.

Mas não conseguem
Enganar sempre
Toda a gente
Á sempre alguém mais inteligente
Que lhe consegue fazer frente.

SR.
Mais cedo ou mais tarde
Querem

Ricardo disse...

MAS QUE COISA

Um homem tenta uma coisa
E nem se atreve a sair com outra
Um homem tenta uma coisinha
Porque és tu..., minha rainha!

Um homem tenta coisar
Que é o mesmo que amar
Um homem tenta coiso e tal
Com o seu olhar fatal.

Coisinha deliciosa
Me soa deliciosamente bem
Coisinha gostosa
Vais-me querer também!

Coisona já soa mal
Mas coisinha
Parece original!

Por isso coisinha fofinha
Quando te ponho
A vista em cima?

Um simples olhar
E nada de sósias
A representar.
Nem que seja em andamento
E só por momento
Para continuar a luta
Com muito sentimento.

SR.

Ricardo disse...

E só por um momento.

Ricardo disse...

Vamos viver para sempre
Num constante
Ardente mente!

Mentalmente vivemos
Fisicamente crescemos
Viveremos para sempre
E já no céu veremos
O evoluir deste mundo
Tocaremos bem no fundo.

No fundo de cada coração
Vão-se lembrar desta união
O amor é invencivel
E a sorte é incrivel.

SR.

Ricardo disse...

SIM?

Levo a minha aliança no dedo
E o teu anel de rubi
No meu medo,
Ate me arrepio de terror
E fico com pavor
Detu dizeres que não
Mas é tua...,
A decisão!

Ricardo disse...

Quero que me aqueças
Neste inverno
E que tudo mais
Seja eterno!

Tudo mais
É tão bonito
E eu acredito que é possivel
Soltando um
Berro grito!!

Sempre que a justiça
For correcta
Pois ela não dorme
Apenas descansa
Enquanto dança!

SR.

Ricardo disse...

Já não dou titulos
Já não expressividade
Cada um à sua maneira
Expressa
Com a sua verdade.

Ricardo disse...

Na primeira vez que te vi
Logo senti que era aqui
Que queria estar
Que queria repousar
Queria logo te beijar.

Mas podias nãp gostar
Mas agora
Não te vou deixar escapar
Porque sei que vais gostar
Do meu lindo olhar
Fixado no teu andar.

Foi no primeiro olhar
Qe eu vi que ers ti
Que me ia levar até ao altar
E a aliança colocar
E depois te beijar
Logo a seguir
Ao padre nos casar.

Quando te vi pela primeira vez
Vi que era a nossa vez
De sermos muito felizes
Mas o que pensas
O que dizes?

Eu já fiz as malas
Quero te dizer que te amo
Ouve agora como eu canto
E se não te encanto
Então eu canto...,
Pois muito te amo
Tanto, tanto
tanto, tanto
E espero que com o meu canto
Nos encontremos no entretanto.

Entre tanta felicidade
Entre tanta saudade
Entre tanto amor perdido,
Bem sei que estive escondido
Mas agora solto o grito
Agora eu assobio e apito.

Estou feliz
Porque agora ninguém me diz
Como hei-de ser
Eternamente feliz
Ninguém me diz nada
Porque és tu a minha amada.

Beijo Linda!!!!

Ricardo disse...

E não vai ser hoje
Poque hoje já é tarde
Se eu tentar ir a tua casa
Teus pais
Me cantam o fado.

E não vai ser hoje
Mas uma rosa vou levar
Vou dá-la à Bianca
Para ela brincar.
Para logo pela manhã
Ela te entregar.

Não vai ser hoje
Que nos vamos entregar
Para eu no teu olhar
Me conseguir encontrar.

Não vai ser hoje
Pois ainda tenho
Muito para mostrar
E não quero enganar ninhuém
Mas agora já sinto
Que começo a ser alguém.

ÉS MUITO MÁ MAS EU ADORO-TE!!

Ricardo disse...

A LUTA CONTINUA

Continua, continua
E eu não saio à rua
Porque a rua é inimiga
E não apaga a minha ferida.

Continua
Na sala do computador
Na sala de estar
No meu quarto
Eu vou lutar.

E não quero saber de rádio
Muito menos de tv,
Ao cinema não vou
Jornais não quero ler
Vou arranjar um livro
E cd´s para me entreter.

Tu tens o direito
De brincar com o meu coração
Neste tempo
Sempre brinquei
Com o teu
Mas és tu minha paixão!

Mas se te vejo por ai
Vou te pegar logo ao colo
E lançamo-nos no mar
A dançar e a beijar!

Não te dou nenhum beijo
Porque tu não mereces
Mas vê lá se não esqueces
E ve lá se enlouqueces
E ouves as minhas preces!

Tu és maquiavélica
És o meu diabo
No meu corpo
Mas eu adoro tanto em ti
E espero que tu de mim!

SR.

grita disse...

Fala!
Porque não falas?
Porque te calas?
Porque te desligas?
Sabes o que significas?

Simplesmente eu... disse...

Bem escangalhei-me a rir!
vou ter de ir apanhar os pedaços!
Jocas

maisemais disse...

Não comento mais
Quero é mais, mais!
Muito mais
Daqueles posts fatais
Daquela escrita sensual
Daquele olhar sexual!

Monstro das Bolachas disse...

Vim aqu parar e adorei os teus textos, fartei-me de rir. Vou voltar... ah, e ja reparei que aqui sao todos fãs do Pedro Abrunhosa.
"um soutien no chão, uma pastilha elastica mascada, uma pulga num cão, uma grande chachada..."
Porreiro pah!

Nelson Soares disse...

Gargalhada será dizer pouco...


Adorei! Mais uma vez e para variar um pouco... ou não. =)

Svetlana disse...

Uau! O meu deseja-te e ele pensa logo no anus?! Hummm pk será?

Perrlas do Sado disse...

Adorei!

Vou ver se jogo, com o meu grupo de passagem de ano!

Obrigado (por me fazeres rir)

Perrlas do sado

Cão Sarnento disse...

Bem, eu só vim aqui para ler os poemas do ricardo. (comentário seguido de gargalhada psicótica)

Borealis disse...

ahuahuauhauha

100 comentários...

Anónimo disse...

Epá, este gajo que escreve aqui nos comentários obriga mesmo uma pessoa a utilizar o scroll do rato e a tecla "page down"...freak!!!