quinta-feira, fevereiro 28, 2008

abaixo as angolanas (do hi5!)

Eu disse todos os dias? ops, lapsus linguae...sou tão adoravelmente mentirosa não sou?

Agora que o meu R me vai deixar durante 1 mês, preciso de me distrair q.b. para não ficar a pensar o que é que ele andará fazer por aqueles caminhos sórdidos e repletos de podridão devassa chamada "Angola",

a cruzar destinos com miúdas de beiças mal pintadas cheias de calor e de maus princípios chamadas "angolanas do hi5". Quer dizer, não é de fonte segura, mas deduzo isso pelas fotos hereges das meninas nesse site.

Acreditem, cuscar o profile de uma angolana mais dada é certamente uma das experiências mais atrozes que tenho vivenciado nos últimos tempos.

E reparem, tenho visto muita coisa: VERÍDICO, noutro dia na R. Gomes Freire, vi um sem abrigo a fazer cócó no meio do passeio, limpou-se a uns papéis e com os mesmos tapou o montinho. Ainda sim, ver o rabo sujo de um adulto que não o nosso pai ou o nosso irmão a evacuar no meio de Lisboa é mais tranquilizante que ver uma angolana tentar seduzir no hi5.

E lá vai o meu R, belo que nem o mais belo dos deuses gregos para o meio da selva com aquelas abutres sedentas de paixão com uns traseiros gigantescos e seios pequenos clamando por carícias.

Medo. Desolação.