terça-feira, julho 31, 2007

X ou Y eis a questão

Um destes dias precisei desesperadamente de um favor. Depois de pedir a todos os meus amigos de infância, de liceu, da rua e da catequese e de ter recebido umas valentes negas, dei-me por vencida e fiz a única coisa que, por mais abjecta que fosse, era a única possível: pedi ao meu irmão.

Às duas da manhã lá fui eu, de fininho, com alguns rodeios e meias palavras, sorrisos temperados e muita, tanta!, boa-educação, e perguntei:

- Podes dar boleia amanhã a 4 crianças da associação para podermos ir à praia de Carcavelos?

Acto contínuo, ele responde :

- Posso.

Estranho.

- São é 30 euros, mais 5 para a gasolina.

- Mas é pelas crianças!

- 30 euros, e pagos agora.

Chulo.

Mas depois, uma ideia brilhante. Fui directa à mala da minha mãe, abri a carteira e retirei duas notas de €10 e umas moedas. Depois, fui ao quarto da minha mãe, acordei-a com uns tabefes nas costas e expliquei:

- mãe, tirei-te 30 euros.

ela, num profundo estado de sonolência, inquire: "porquê?"

ao que eu respondo, num porte egrégio e profundamente digno:

- é o preço a pagar por teres educado uma criança que tinha tudo para ser normal numa verdadeira besta sem qualquer noção de abnegação e delicadeza.

Calou-se.

E eu ri-me, ri-me, até no dia seguinte ser acordada às sete e meia aos gritos pela minha mãe para ir devolver os trinta euros. Devolvi e, chorosa, lá fui ao meu "migalheiro" e retirei o dinheiro.

Agora o deprimente da história (verídica, o que seria da minha vida sem o PC), é que no dia seguinte algumas crianças faltaram.

Susana, à porta da capela, mais uma vez de fininho e numa infinita doçura:

- Olha, afinal já não preciso de boleia. Faltaram 5 miúdos.

- Ok.

Ok? Então e a explosão de loucura mais o acesso de cólera galopante?

- Tchau - lança ele, entanto põe o carro a trabalhar.

- Anda cá, dá-me então o dinheiro!

- Já ajuda no Sudoeste- grita ele já no fim da rua.


Porquê pai?...
Bela merda de cromossoma que foste generosamente doar. Não valia mais teres outra gaja?

9 comentários:

margaridinha da Dren :) disse...

loooooooooooooooooooooool
Os irmaos realmente so servem mesmo como ultimo recurso.É sempre a pagar, e no fim ainda lhes ficamos a dever um qualquer favor que eles gentilmente nos farão questoa de lembrar sempre que lhes apetecer ou precisarem de nos.
Ainda nao tinha feito o respectivo elogio ao teu blog,so te tinha massacrado pra voltares,mas adoro tudo o que escreves e com u subtitulo desses,so poderia esperar o que o teu blog se veio a revelar: uma gota num oceano. tens uma capacidade fenomenal,aproveita-a. Quem sabe um livro? nao tenho duvidas que és o melhor blog da blogosfera,e acredita que os conheço a todos.
Fazfavor de continuar com o optimo serviço e porfavor,nao nos abandones novamente, o mundo fica mais pequenino sem ti
beijinho salsicha

Flash disse...

Yeeeeeeeeeeeeeeeeesssssssss

A salsicha voltou!!!!!!!

Bju

Jorge disse...

Se o teu Pai tivesse doado o "X" como é que ias escrever posts em torno das semelhanças entre escrotos e personagens do Dartacão?

botinhas disse...

Não valia mais teres outra gaja?
Se calhar uma como tu já chega, não?

Papoila disse...

Weeeeeeeee voltasteeeeeeeeee!!!!!
Espero que para ficar....

Susana disse...

Olá Beto (ficamos assim, mais resguardados)

estive a ler o Eterno, um beijo grande.

Anónimo disse...

Ola Kida! Adorei o post! Fartei-me de rir!

Beijinhos

Mónica Hello Kitty

Ronin disse...

Se me tivesses pedido a mim terias tido concerteza mais sorte... :-p
Mas eu nao sou teu amigo de infancia, de liceu, da rua e muito menos da catequese (apesar de a ter feito toda, inclusive a primeira comunhão) LOL
Beijo

Movimento Pela Net Mais Barata disse...

e para ganhar muito e poupar ainda mais assina o nosso manifesto por uma net mais barata e melhor! assim, ganhamos todos.kiss