segunda-feira, maio 28, 2007

Scream

Fui obrigada num destes dias a tomar contacto com um cliente acusado de um homicídio. Quando digo tomar contacto, refiro-me unicamente a pegar num dossier de arquivo azul escuro, folhear os relatórios e autos de detenção e, mais importante, observar as fotografias apensas ao processo.

E agora passo a enunciar a forma profissional como o fiz:

Com os olhos fechados, peguei nas fotografias e coloquei-as no parapeito da janela. (só esta operação minuciosa demorou-me uns tortuosos 5 minutos, durante os quais embati em todos os objectos imóveis e inertes existentes naquele gabinete).

Após uns minutos de respiração descontrolada, inspirei fundo e disse para comigo própria que a Humanidade estava dependente de mim e se eu não olhasse para as fotos o mundo iria explodir e morríamos todos e para toda a eternidade. (shiuu, é infantil mas infalível)

Então, de longe dos meus 13 metros de distância da janela, pálpebras cerradas, testa franzida e um nojo incontrolável só de pensar em livores cadavéricos,

ganhei coragem e descolei os olhos.
(Estão a ver o Kevin do Sozinho em Casa? Só me faltou a espuma de barbear e a falta de pilosidade, vulgo bigodes). A minha boca abriu, arregalei-me toda e gritei.

Malta, é oficial, tenho mamas e não tenho tomates.
Três vivas para as brigadas de homicídio do meu país.

23 comentários:

morgane disse...

consigo imaginar a cena toda.... pronto, pronto já parei de rir....

Jorge disse...

A primeira vez que tomei contacto com um cadáver (desta vez sem ser para a prática de necrofilia) também me apercebi que, embora tendo tomates, não os tenho.

Ainda tentei socorrer o homem mas ele já estava para lá de morto. Deram-lhe "boleia" num capot de um carro e o mal educado ainda recusou e deixou-se ficar por ali.

Nota: também não tenho mamas.

Whitesoul disse...

Glup, eu faria igualzinho...

arregalo disse...

a parte do arregalei é que não percebi, dentro deste contexto.

PrimaNocte disse...

Morri a rir...

Once again...

caditonuno disse...

eu nao tenho mamas, tenho tomates. cada 1 reage de forma diferente...

susana disse...

olha, nao achas que andas a escrever pouco????

Rafeiro Perfumado disse...

Acho estranho é ser necessário olhar para umas fotos de mortos para chegares a essa conclusão... fala o gaijo que também não sabe se os teria para ver, confesso.

Um grande RAUF para ti!

Pedro disse...

Acredito que não seja uma profissão nada fácil! Há mesmo que dar valor a quem a desempenha :)
Respeito, mas... tu escreves isto de uma maneira que só me dá é vontade de rir!!

AnaP disse...

Ai, menina!... Como te compreendo! Já tive de fazer uma "vistoria dessas" e ia-me dando um fanico! Ossos do ofício, é o que é! Mas foste corajosa, destemida! Espero é que não tenhas ficado rouca!
Beijos!

gilloo disse...

I did not uderstand everything to your last post but it seems to be deadly scary, wasn't it ? :-)

T'was jsut to say hello Su. i was thinking about you last days.

Take Care

gilloo

oscream disse...

Deixa-me screamear contigo. Eu screammo muito bem. Secreammo muito, mas mesmo muito bem!

Anónimo disse...

Ui! Bem sei o que é isso!A primeira vez que abri um processo com fotos de cadáveres fiquei a sonhar com mortos e fantasmas pelo menos uma semana!!!
Boa sorte pá defesa!!
Braboleta

Alecrim disse...

Vou responder à pergunta de cima, sobre o "Meu pé de laranja lima". Li o livro muitas vezes e nunca lá descortinei pedofilia alguma.
Mas podes não ser só tu que vês os tais laivos...

Tó do Samouco disse...

Uma vez também vi um morto... mas depois olhei melhor e era a Lili Caneças.


Tó do Samouco

www.samoucoaorubro.blogspot.com

Headache disse...

Tal como Jorge, o meu primeiro contacto com um cadáver foi num contacto directo Honda CBR900RR Fireblade, que transportava um moçoilo e viajava a uns 100 km/h ali na Av. de Brasília.

O moçoilo não viu o sinal vermelho e decidiu enfiar-se contra um Honda Civic cinzento que estava ali.

Alguém se lembra da música dos Pixies "Broken Face"? Foi isso mesmo.

lisbonairport disse...

Sabes onde isto tudo deve começar?
Na máximização da troca e imtercâmbio entre pessoas e mercadorias.

Z disse...

Su Alex, tu és demais!! De facto não tens "tomates", mas pensa que pelo menos não és obrigada a pensar sempre/quase sempre com eles!!! LOL

Quicocas disse...

Ok... Já vi o filme todo!
Já vi fotos de cadáveres no site da PJ e sinceramente, não recomendo a ninguém!Andei a sonhar com as fotos a semana inteira...
Beijinhos e bom fim-de-semana!!!

Moura ao Luar disse...

Ui n sei se aguentava...

JS disse...

ola
pronto, ja li tudo tudinho. todos os posts, todos completamente hilariantes. alguns ate mandava para familia e amigos.
e entao? quero mais! nao pares! eu sei, eu sei, nao te estou a obrigar.
um abraco

margaridinha da Dren :) disse...

salsicha algo se passa com o teu blog ,ha ja uns tres dias que aqui venho e como teu ultimo post aparece este...
nao digas que desististe de voltar? hum? not again,pleassseeeee :(

Carlos Sampaio disse...

Ah quem pague paar ver essas coisas. Tu tens à borla.