quarta-feira, janeiro 10, 2007

A Velhice

A semana passada recebi uma chamada da minha avó, que me comunica numa voz sofrida:

“Susana, hoje faltou a água, eu ando esquecida e não fechei a torneira, quando cheguei a casa tinha a cozinha toda inundada e agora certamente que estraguei a loja de baixo, só tem televisões e rádios, com certeza que nada se aproveita e eu vou ter que pagar tudo”.

Fez uma pausa e adiantou: “Não te preocupes que não vou deixar dívidas, vendo a minha casa e alugo um quartinho barato”.

Fui logo ter com ela, que, ainda em estado letárgico e agarrada a um terço, rezava condoída uns responsos e arranjava forças para começar o encaixotamento dos seus pertences.

Dirigi-me à tal loja dos electrodomésticos. O homem tinha apenas a soleira da porta pingada e mesmo assim quase que aposto que foi o “Jacob”, canídeo do homem do talho em pleno processo de marcação de território.

Depois de saber que não, não tinha que alugar um quartinho, revigorou-se-lhe a alma e, como qualquer velho que se preze, apressou-se a desancar a Junta, a Carris, o homem do talho e a Caixa Nacional de Pensões (já eu não ser metida ao barulho foi mero golpe de sorte).

Despedi-me com dois beijinhos: “a velhice não perdoa..” – ri-me
“Panela velha é que faz comida boa” - retorquiu
“Gaba-te cesto que..”
“Pimenta no cu dos outros é refresco.” – interrompeu-me, altiva, fechando-me a porta na cara.

É a riqueza da neta, esta minha avó.

12 comentários:

Jorge disse...

“Pimenta no cu dos outros é refresco.” - vou fazer disto dogma!

Xavi disse...

Nunca me enganaram as avós...sempre com aquela carinha doce....desertas para dar cabo da nossa cabeça...:)

Rafeiro Perfumado disse...

Falei agora com o Jacob e ele pediu-me para te dizer que onde ele marca território é lá com ele. Ah, e também disse que da próxima vez que lhe passares ao alcance dos dentes vais ver, até a pimenta te vai parecer agradável!

botinhas disse...

“Gaba-te cesto que..”
que...?

Pedro Malaquias disse...

vender-te quero

Quicocas disse...

Realmente...
Carinha angelical, voz doce e melodiosa, baixinha, avó querida e ternurenta... e sai-se com uma dessas... Ui, ui...
Perigo!
Beijinhos!!!

zarolho disse...

gostei sobretudo dos provérbios. Então esse dos pimentos...

Anette disse...

Muito bom! lol!

Golfinho disse...

mada um beijinho à tua Avó, diz-lhe que tem uns lindos pés :-)

lost disse...

gaba-te cesto que amanhã tens vindima :)

Patsy Dear disse...

a minha avó tem uma gira em relaçao aos puns. quando digo alguém deu um, "ninguém os compra, têm de os dar", diz ela c aquele ar angelical de 1.50 m altura.

Carlos Sampaio disse...

a tua avó é um prato!