sexta-feira, junho 16, 2006

Taberneira ou carroceira, qualquer uma serve

Só escrevo este post porque sei que a D. Belinha não domina propriamente a internet, (se é que ela alguma vez suspeitou que existiam computadores), e por conseguinte não me lerá. nem me aplicará qualquer tipo de servícias.

O certo é que eu tinha um prazo de 10 dias para entregar uma petição inicial que renderá, espero eu fervorsamente, uns 5 mil euros,

e se não fosse uma colega de trabalho, numa conversa de vão de escada, a alertar-me para a contagem dos dias,

hoje, à meia-noite, caducaria não só o tal mencionado prazo como toda a minha vida profissional e quiçá integridade física,

felizmente lá se fez o requerimento e se salvou a minha deprimente honra profissional.

E já é oficial: mais facilmente taberneira que servidora da Justiça.
Péssima profissional mas com uma consciência clarividente.

2 comentários:

Zé disse...

Salsicha, não te desgraces.

Anónimo disse...

Very cool design! Useful information. Go on! » » »