quarta-feira, maio 31, 2006

Mas valeu a pena. M, és ..!

Ontem lá me libertei da neurose compulsiva da minha mãe e me esgueirei de casa, se bem que já ia no cruzamento dos bombeiros ao pe da rotunda e ainda a ouvia a praguejar como um carroceiro,palavrões de fazer corar o PacMan, ameançando-me de coisas feias caso eu nao lhe acabasse um trabalho pendente até as 9 horas do dia seguinte,

e fui ver os Donna Maria ao Speackeasy.

A conclusão a que cheguei é que, apesar de eles serem muito,mas muito bons mesmo,

eu saio de casa para fugir a uma louca e acabo por ir parar ao pé de uma vocalista lunática, com espasmos espiléticos e com a mania que é fada e esvoaça pela sala fora,

prega os olhos ao tecto e tremelica as beiçolas, num gesto de intectualimo dialético puro, em que por um lado canta o inigualável Variações com um sentimento brutal e difícil de aceder, mas depois rodopia aquelas ancas de tísica e aquele rabinho Trafaluc sub-9 num esforço sexual patético,

canta descalça e apanha os cabelos num sedutor rabo de cavalo, (se ela nao o tem porque nao pedir emprestado ao equídeo certo?)

lançando olhares libidinososa tudo quanto mexe menos a mim,

(que estou perfeitamente entretida em ver as porcas do Champagne, quais hound bassets com trelas de diamantes a serem vigorosamente apalpadas por informáticos desesperados, antecipando um fantástico serão na parte de trás do seu Mecedes Classe A).

Voltei para casa de madrugada e na cozinha esperava-me uma mãe lavada em lágrimas, extenuada e olheirenta, soçobrada pelo cansaço,

o que mesmo assim não a impediu de vir atrás de mim com um livro do David Hume empunhado corredor fora, até eu me trancar no quarto e,num linguarejar profundamente malicioso e visceral proferir a tão fatídica e repetida frase: " AMANHÃ MINHA MENINA, CONVERSAMOS..."

Porra,se ela conversasse menos e escrevesse mais!

6 comentários:

Butterfly disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
Butterfly disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
Butterfly disse...

Cara Susana,

Estive na dúvida em deixar-te este comentário, mas há uns dias que este teu post me anda atormentar... e tanto quanto sei não sou a única…. Parece-me que arranjaste um grupo de “inimigos”!

Todos são livres de ter a sua opinião, isso é certo! MAS (há sempre um mas) tenho de te dizer que a tua opinião acerca da vocalista dos Donna Maria, a quem chamas frequentemente ex-onda choquiana e sabes perfeitamente que se chama Marisa, não tem qualquer sentido. O que me aborrece e me revolta é que sabes disso! Dizes que ela é uma querida e que erraste em escrever este post no entanto não o retiras nem o refazes…
Tentei achar explicação para o que escreveste…Por mais que tente, não encontro! Até porque nada do que disseste é verdade… Não compreendo as palavras agressivas com que falas de alguém que não conheces… Só me resta concluir que és uma pessoa cruel e que tudo o que escreveste é consequência de um tal de ressabiamento e uma tal de inveja que se apoderaram de ti!

Nós, que gostamos dos Donna Maria (e sei que também gostas) não podemos aceitar que palavras como as tuas sejam escritas, até porque, a Marisa, para além de cantar como já poucas o fazem, com harmonia e sentimento, é um mimo de pessoa e não merece ler tais, cruéis, palavras!

Por isso, além de te pedir para tirares este post, deixo-te um sábio conselho: antes de escreveres sobre pessoas que não conheces, lembra-te que as tuas palavras podem magoar e que, um dia, por uma incrível "fatalidade" do destino, podes vir conhecer essa pessoa e ela saber quem és!

Só mais uma coisa o bar chama-se e escreve-se SPEAKEASY e não speackeasy!

Susana disse...

querida,

lê um post que eu escrevi sobre a Marisa em Outubro, em que me redimo e confirmo sim, que ela é um portento da natureza. Já gastei uns bons 50 euros a ouvi-la às 2ªsf nos Templários .Eu também gostava de Onda Choc, e qq pessoa medianamente perspicaz percebe que eu escrevi este post à laia de gozo/provocação.
não stresses!

Susana disse...

"ele é o rei yeha yeah" mais concretamente!

Anónimo disse...

Percebi. E mais e mais e mais. dicas para... tás?