terça-feira, abril 11, 2006

Atitude

Ontem fui ao cinema ver aquele filme do como desencalhar um despachado, ou despanchar um desencalhado, ou o encalhado do despacho whatever, não me apetece ir rectificar agora ao Google,

e saio de lá com uma grande lição:

aliás, 2, se atendermos ao facto de eu não ter cartão da BP e me ter apercebido que conseguiria bilhetes à borla caso o tivesse;

enfim, isto para dizer que a sarah jessica parker é uma mulher ultra-sexy, sofisticada e destila charme mas feia como os cornos, com um narigão de impôr respeito e uma queixada de meter o da Teresa Guilherma a um canto, escondidinho a chorar copiosamente.

O truque é mesmo acharmos que somos lindas, podres, bambolearmo-nos sedutoramente, como se tivéssemos um barómetro nas nossas coxas a ditar um compassso binário: um dois , um dois..Sacudir o cabelo selvagem (mais para o encrespado, tenho que tratar disso), e enrolar os colares gigantes nos dedos, mesmo ao nível da linha do decote. Sorrir com os olhos fitos no chão e olhar de esguelha quando valer mesmo a pena.

Não esquecer nunca de morder os lábios, para afluir a corrente sanguínea e fazê-los vermelhos como morangos. (um bocado à laia do que os rapazes fazem, ao meter os polegares nos bolsos..que previsíveis Meu Deus!)

Próxima vez que ouvirem música no Rossio, não são os Pan Pipes do Lago Titikaca , é mesmo a Su a acordar para a vida.