segunda-feira, março 06, 2006

E sempre levei o 15

O actual Ministro da Presidência, Silva Pereira foi o 1.º professor a dar-me uma aula na Faculdade.

Fiquei aturdida como a boca dele se revirava enquanto falava extasiado dos círculos eleitorais e partidos políticos, com o cuspo a assomar-se ritmicamente nos cantos da boca de 10 em 10 segundos,

se calhar por causa disso,

traumas de falar em público imaginando que estou toda salivada,

ou simplesmente porque nunca tive nada de inteligente para dizer,

nunca abri a minha boquinha numa aula dele.


No fim do ano, tinha tido boas notas nos exames mas nunca tinha participado na aula e ele diz-me:

"Pois, não sei que nota he lhei-de dar...é que nunca tive o prazer de ouvir a sua voz!"

eu viro-me para ele:

e esboço um ternurento sorriso.


Burra talvez, coerente: sempre.

3 comentários:

Dr. Cunillingus disse...

A coerência é sinal de inteligência.

Maria Papoila disse...

Eu adorava esse senhor. =) Era por ele que atravessava o carinhoso 'Passeio do Kosovo' da cave da FDL e me dirigia à sala 1 (ou era sala 10? Ou era a subturma que era 10? Não sei, já não me lembro) completamente congelada. E confirmo que é verdade, não me lembro de falares muito nas aulas dele. =)
No entanto, não foi esse sr (que muito amorosamente eu apelidava de Mr. Bean na refunda da fila lateral) que me impediu de mudar de curso. Estranhos designios os dos afectos inocentes e intelectuais pelo pessoal docente).

Ronin disse...

Nem sempre dr. cunillingus, nem sempre... coerência perpetua pode ser sinal de estagnação...