quinta-feira, janeiro 05, 2006

Como não iniciar um ano.

Ah o Ano Novo o Ano Novo...

Matei as resoluções todas ao 3.º dia

Dieta?
Como fui no 1.º dia do ano à tarde para uma albergaria, caríssima e em que ofertavam o pequeno almoço, vi-me obrigada a deglutir TUDO, mas rigorasamente Tudo, o que era meu por direito: croissants, pão com queijo, bolos, sumos, cereais (e nem gosto!). Depois de uma ligeira indisposição, em que perdi os sentidos por alguns segundos, apercebi-me que já não sou capaz de continuar (nem comecei) uma dieta este ano. Perdi a motivação. E agora, só mesmo em 2007.

Ginásio?
Como já não vou fazer a dieta, não vale a pena ir para o ginásio. Ainda por cima é um instrutor-homem, é difícil correr na passadeira e ao mesmo tempo parecer sexy. Isto sem falar na trepidação humilhante do piso.

Passear os cães todos os dias?
Como já não vou fazer dieta, não vale a pena ir cansar-me para a rua, com dois cães perfeitamente deprimentes (uma é coxa, outra é rato). E perfeitamente desobedientes.
Razão tinha o Gonçalo, quando quis comprar o canguru (Rambo, vai buscar-me as pantufas!! Aquecidas!)

Nunca mais é Dezembro.