quinta-feira, novembro 24, 2005

Susana na A1

Já não me basta ser parastésica, como sou para-burra.

Hoje ia no meu carro, descansadinha a 70 à hora na A1, quando vejo uma ambulância atrás de mim, ainda um pouco longe, com as suas letrinhas vermelhas

Eu, que ia embalada docemente ao som de Faith No More, entro no meu estado característico de pânico, e já que estava na faixa do lado esquerdo tentei meter-me o mais à direita possível.

Por pouco não me enfaixei num campo hortícula, mas, tendo rogado à Virgem auxílio, fui poupada de tal vergonha, e limitei-me a ouvir 2 dezenas de buzinas simultâneas, profundamente indignadas, pais de família horrorizados, com as cabeças de fora e os punhos cerrados a chamarem-me nomes menos próprios e ameaçarem-me de pancada.

Depois deste suplício, fiquei mais aliviada porque se calhar a minha manobra suicida até serviu para salvar o pobre enfermo da ambulância, que entretanto passava à minha esquerda.


Quando ela me ultrapassou só me lembro de pensar: "parastésica estúpida"..

Era uma Toyota Hiace branca, com letras garrafais vermelhas a dizer "Triumph Internacional".

Matar-me por causa de uma carrinha cheia de cuecas e soutiens?
A minha família num sofrimento indizimável..e algures uma dona de casa hiper-excitada com as suas fio dental nº 44.

Tenho que largar as drogas.

1 comentário:

Anónimo disse...

That's a great story. Waiting for more. video editing programs