sábado, setembro 10, 2005

Professora Margarida:

Um dia apanhei a chapadona da minha vida, aplicada vigorosamente pela minha professora primária.

Motivo: não conseguia atinar com as simetrias, e se tinha que fazer um quadradinho no lado esquerdo era certinho que o iria desenhar no lado direito.

Nunca fui muito boa com localizações espacio-temporais.

Isto para dizer, que aquela grande mula, bateu-me mais do que uma vez, por uma merdicha que já se revelou ser completamente despicienda na minha vida, porque eu não preciso das simetrias para nada! Tirei um curso de Letras! Sei tocar piano! Falo mais do que uma língua! Tenho coordenação motora! Sei conjugar os horários do comboio de Sete Rios com a Vimeca!

Para que é que eu quero simetrias? Até tenho uma perna maior que a outra!

SUA GRANDE BRUXA!