terça-feira, julho 12, 2005

MENTIR NÃO É, definitivamente, INATO

Ontem a minha vizinha bateu com o carro do trabalho. Chegou a casa a tremer, com os olhos marejados de lágrimas, com dores de cabeça insuportáveis e um sentimento de culpa afltivo.
Local do embate: um muro, a seguir a uma curva.
Motivo: Sentiu-se pressionada com o carro que vinha atrás.
Continua a ser um mistério insofismável como é que alguém se sentre pressionada por um carro ao ponto de se espetar na primeira curva que lhe aparece. Mas isso não é o que me intriga.
É que a vizinha teve que fazer um relatório a discriminar a situação. Eu...., função..., (não, não posso dizer onde ela trabalha senão queimo-a), fiz isto...porque... e aqui é que fiquei sinceramente admirada com a capacidade de não-mentir e, mais, total inocência e parolice da minha vizinha. Ela escreveu, literalmente, "senti-me pressionada pelo carro que circulava atrás, pelo ao fazer a curva embati num muro".
E eu e a família dela ficámos incrédulos com o relatório mais auto-ofensivo de toda a história da Humanidade!! Alice!! ACORDA PARA A VIDA!!!
O que realmente aconteceu foi um coelho que se atravessou numa estrada, atrás de uma coelha que tinha uma cenoura espetada no traseiro e os lábios sedutoramente pintados de vermelho. Para não os asssassinares a sangue-frio (como, meu Deus, eram um casal recém-casado!!!) não tiveste alternativa senão o embate.
Ou então, como sugeriu simplesmente o meu vizinho, estava um cigano a andar de triciclo ao virarares a curva (foi em Camarate, perfeitamente credível)...
TUDO, menos o que insististe em relatar.
Ela lá reescreveu o relatório. Não quis os coelhos nem o cigano. A muito custo, com a caneta a tremer lá fez um falso testemunho e meteu um cão ao barulho. Ai Alice Alice, mentir é feio, mas sentires-te pressionada por um carro, bateres num muro e ainda por cima admitires isso por escrito ao Chefe de Departamento..é coisa de gente alucinada. Tremendamente alucinada.

3 comentários:

Elsi disse...

Prima, sempre tiveste uma imaginação muito fértil e sempre umas ideias demasiado doidas para qualquer pessoa normal acompanhar.


Até num conto para crianças que escreveste, alguma vez alguém ia pôr um animal nos campos de férias!! Sim não é de ninguém completamente normal!!

Consegues sempre aquilo que queres através dos teus esquemas malucos. .

Mas é por essas características que tu te tornas uma pessoa completamente diferente das outras.

Beijos

Anónimo disse...

Very cool design! Useful information. Go on!
»

Anónimo disse...

Adorei!