quinta-feira, julho 14, 2005

Faça você mesmo!

Tenho que confessar que faço uma coisa muito estúpida mas que dá um tremendo resultado.
Conversa entre mim e a minha mãe antes dos meus pais irem ao hipermercado:

Susana (com os olhos marejados de lágrimas) - "Mãe, gostavas que eu fosse um dia para o trabalho e fosse trucidada por um comboio e morresse na linha e ficasse sem pernas e sem braços e nunca mais me visses?"

Mãe (horrorizada) - "Ai Susana que conversas, Meu Deus, está calada!"

Susana (a fazer tremer o beiço inferior por cima do superior) - "Mãe, gostavas que eu fosse nadar para o rio e depois ficasse com uma cãibra e muito aflita, começasse a engolir água e a não conseguir respirar, a sofrer muito com a cara roxa, língua inchada e morresse sem ar?"

Mãe (profundamente chocada, a segurar-se à porta do frigorífico) - "Ó Susana por favor, cala-te, não digas essas coisas, que horror!"

Susana (com ar de cachorrinho ): "Então ficas feliz de saberes que continuo viva e que só tens que simplesmente comprar 2 Carte d´Or de chocolate e pedaços de avelã, mais 2 iogurtes com pintarolas? "

Mãe (ainda combalida, a recompor-se das visões mórbidas que foi obrigada a imaginar): Sim..dá-me um copo de água com açúcar por favor.

O engraçado é que funciona em TODAS as visitas mensais ao Carrefour.
O amor de mãe é, realmente, algo digno de tese.